© 2015 por Vida Pratica.  

O apoio que todo BT e Guer precisam

03.05.2015

 

Tanto guerim quanto BTs precisam de um sistema de apoio. Aqueles que nao encontram tal sistema acabam entrando em crise ou desistindo da jornada .

 

Ha alguns anos acompanho o blog Beyond Teshuva onde esse topico eh discutido com frequencia.

 

Nao sei como contactar a blogueira para pedir autorizacao em traduzir parte de um post pois nao ha um 'Contact Us' na pagina... bom, acho que ela nao se incomodaria jah que estou lhe dando o credito do assunto. 

 

Leia as sugestoes abaixo e pense quais delas se enquadram na sua vida. Quanto mais, melhor.

 

1. Professore(s) de ensino fundamental e avancado de Torah

Eh ai que muitos pecam. Grande parte dos BTs e guerim que tenho conhecido leem tudo o que encontram na internet e pensam que jah podem partir pro ensino avancado da Torah. Na-na-ni-na-nao. Voce nao tem ideia do quao importante eh conversar com um(a) professor(a) sobre a Torah fundamental. Nem tudo estah na internet. Arrogancia no inicio do processo de teshuvah ou guerut pode trazer consequencias serias no futuro. 

 

 

2. Rabino(s) que pode(m) lhe esclarecer duvidas quanto a halacha

Uau... isso eh muito importante. Lembre-se que nao eh bom aprender halacha pela internet. Leia, mas nao a siga ateh ter conversado com seu rabino e ouvir a interpretacao de tal halacha segundo a hashkafa da comunidade ou grupo judaico ao qual voce pertence ou quer pertencer.

 

 

3. Sponsors que te "adotam" 

Eles nao soh te ajudarao nos pormenores de como levar uma vida judaica normal, mas como tbm lhe ajudarao em assuntos importantes ligados a sua vida pessoal como casamento e criacao dos filhos.

 

 

4. Treinadores

Sejam eles judeus, judias, BTs ou guerim que tenham experiencia na vida religiosa e conhecam a comunidade. Eles vao te dar dicas de quando desacelerar (ESPERE: nao jogue fora seus CDs! nao cancele seu Facebook! nao abandone seus pais! nao queime seu smartphone!), assim como nos inspirar a seguir adiante. Soh lembrando que homens ajudam homens e mulheres, mulheres.

 

 

5. Conjuges que te respeitam e dividem seus objetivos espirituais

Pessoalmente, acho que esse eh o ponto mais importante. 

 

 

 

6. Amigo de feh, irmao, camarada

Tanto BTs quanto guerim sentem dificuldade quando adoecem e precisam de ajuda externa. Familias nao religiosas e nao-judias podem baguncar a cozinha casher sem querer... nao saberao como lidar com as limitacoes de Shabbat etc, etc, etc.

 

O BT ou guer pode ficar mais stressado do que aliviado qdo suas familias entram em suas casas e tentam lhes ajudar. Pior ainda, se o BT ou guer nao aparecerem na sinagoga por causa de doenca, quem sentirah sua falta? Quem vai ligar pra saber o que estah acontecendo? Ha alguns casos bem tristes de pessoas que somem da sinagoga por motivos de saude e ninguem sabe de suas necessidades. Ao mesmo tempo, eh meio depressivo ter que ligar para estranhos quando uma emergencia acontece.

 

A coisa fica pior para o guer que ainda mora com a familia nao-judia... suponhamos, D'us proiba, que este guer chegue a falecer repentinamente... a familia irah enterra-lo em um cemiterio nao judeu ou contactarah a sinagoga para que todas as providencias sejam tomadas? Se o guer nao tem um amigo na sinagoga e desaparece, eh quase certo que ele serah enterrado em um cemiterio nao judeu e a comunidade judaica soh saberah do ocorrido quando for tarde demais. 

 

Se voce achou um amigo que vai te estender a mao nessas horas, demonstre sua gratidao com palavras.

 

 

7. Guer: Tenha uma conversa sincera com sua familia nao judia

Se o guer eh solteiro, tal conversa eh obrigatoria: funeral. Se o guer eh casado, seu conjuge tomarah responsabilidade caso, D'us proiba, uma fatalidade aconteca.

 

Ninguem pensa ou quer falar disso, mas a verdade eh que ninguem sabe o futuro.

 

Alguns anos atras um jovem Judeu ortodoxo, Yoseph Robinson, foi assassinado por assaltantes na loja onde trabalhava. A familia dele nao eh judia e porque o jovem nunca tinha tocado nesse assunto, eles decidiram enterra-lo no cemiterio da familia, localizado no Caribe.

 

Rabinos, professores, amigos, todo mundo tentou convencer a familia a enterra-lo em um cemiterio judaico mas nao teve jeito. A familia respeitava a escolha do rapaz em seguir o Judaismo e deixaram que a comunidade judaica procedesse com os rituais funerarios, mas como o jovem nunca tinha lhes contado sobre a possibilidade de ser enterrado em um cemiterio diferente do deles, eles persistiram na decisao final.

 

O rabino em conjunto com outros membros da comunidade convenceram a familia a pelo menos nao colocar nenhum simbolo religioso no tumulo do rapaz. A familia concordou com este pedido (mas se nao tivessem concordado?). 

 

. . . . 

 

Entao eh isso. Se voce tem alguma sugestao para aprimorar o sistema de apoio p/ BTs e guerim, eh soh comentar abaixo.

 

. . . . 

 

GLOSSARIO

 

Guer (ger): Judeu por opcao, pessoa que se converteu ao Judaismo

Guerim: plural de guer

BT: Baal teshuva: masculino / Baalat teshuva: feminino

Baalei teshuva: plural de BT

Hashkafa: percepcao, ponto de vista, maneira de viver, posicao religiosa (a ideia eh essa)

 

 

Please reload

Posts Destacados

O Que é um Rabino? O Que é Semicha?

October 21, 2018

1/10
Please reload

Procure por Tags