Como Eh a Vida da Judia Ortodoxa?

Ela apanha do marido? Eh oprimida? Pode trabalhar? Passa seus dias cozinhando kugels e fazendo challah ou faz alguma outra coisa? Ela tem cerebro? Possui opiniao propria? Ela tem sentimentos? Ela pode se expor na internet?


Afinal, como eh a vida da mulher judia que segue um estilo de vida baseado nos valores pregados pela ortodoxia (ortodoxo = importancia ao ritual e tradicao)?


Essa eh uma pergunta bem ampla... mas vou tentar resumir.


A primeira coisa que voce tem que saber sobre judias ortodoxas eh: INDIVIDUALIDADE.


Sim, no Judaismo masculino a individualidade existe tbm, mas nao eh uma prioridade. Psicologicamente falando, eh mais facil para os homens aceitarem um modo de vida baseado no coletivo... por isso eh tao facil p/ ortodoxos (que usam roupas pretas) se vestirem EXATAMENTE da mesma maneira: todos usam o mesmo chapeu, a mesma camisa, o mesmo terno etc, etc, etc. E de uma maneira geral, sao felizes assim. (no GERAL, galera... pelamor... falo do GERAL, pois ha ortodoxos que nao curtem roupa preta, mas no GERAL, os homens que se vestem de preto nao se sentem oprimidos nao, muito pelo contrario, se sentem super confortaveis e orgulhosos de sua vestimenta uniforme)


Para mulheres, isso eh impossivel. Mulheres, independente da cultura ou religiao, precisam de individualidade.


Por isso nao ha o mesmo conceito de "vestimenta uniforme" para mulheres ortodoxas. Nos vestimos de maneira ateh que semelhante (saia longa, blusa fechada), mas nossos Gedolei (gadol = grande / gedolim ou gedolei = grandes ---- Gedolei sao os rabinos que consideramos os Grandes de uma geracao, tipo... os rabinos mais importantes de nossa geracao...) sabem que seria impossivel baixar ordem nas mulheres p/ que se vistam da mesma maneira, como os homens fazem tao facilmente e s/ perceber.


E o homem nao precisa ser judeu e muito menos religioso p/ se sentir bem vestindo a MESMA ROUPA todos os dias. Homens possuem uma certa "ciencia da simplicidade", e eh por isso que Mark Zuckenberg, Einstein, Steve Jobs, Johnny Cash e outros homens importantes SEMPRE foram vistos usando a "mesma roupa" (mesmo estilo e mesma cor) todo santo dia.




INDIVIDUALIDADE NO VESTIR

Mulheres judias religiosas sao individuais.


De longe, parecemos ser todas iguais, assim como em dia de Maracana lotado, temos a impressao que a massa de torcedores eh "tudo a mesma coisa".


Mas depois que o jogo termina, e vemos cada torcedor deixando o estadio e ateh conversamos com alguns deles, percebemos as particularidades de cada individuo.


O mesmo se aplica p/ judias religiosas. Somos individuais. Por isso vc encontrarah judias que preferem peruca longa, outras preferem peruca curta, outras usam cores, outras preferem tons neutros etc, etc, etc.


Mesmo que nossos rabinos nos aconselhem a nos vestirmos de acordo com os principios de tziniut pregados por nossos Gedolei Israel (lideres cujas opinioes sao tidas como referencias serias), encontraremos maneiras de expressarmos nossa individualidade na maneria de vestir.


Neste link voce pode ter uma ideia de como mulheres judias se vestem:

http://www.vidapraticajudaica.com/#!Como-Mulheres-Ortodoxas-se-Vestem/c1sbz/556cdc930cf2df2eae2a0716


E como vao a praia:

http://www.vidapraticajudaica.com/#!Verao-PRAIA-ops-o-que-vestir/c1sbz/562918660cf258da0e8f1c85


Nota especial: Grupos Hassidicos --- em grupos hassidicos, a palavra do rebbe eh a lei. Alguns rebbes dao ordem estritas na maneira de vestir das mulheres... e elas tem que seguir a risca, caso nao queiram ser expulsas da comunidade. Dura lex, sed lex... A lei eh dura, mas eh a lei. Mas mesmo assim, mulheres pertencentes a tais grupos ainda encontram maneiras de expressar sua individualidade, mesmo que seja atraves de broches ou lencos coloridos. Nao pense que o Chabad eh a referencia de comportamento hassidico, pq nao eh. Chabad eh o grupo hassidico mais "cool" (legal) que existe e dah uma grande liberdade a vestimenta de suas mulheres (que me dao a impressao de serem muito mais felizes do que mulheres de outros grupos), mas nao pode ser interpretado como referencia, jah que sao apenas 1 dos mais de 50 grupos hassidicos existentes hoje em dia.



Nota especial 2: Sefaraditas ------ A cultura da roupa preta eh 100% europeia. Sefaraditas nunca tiveram contato com roupas pretas, entao por isso mulheres sefas se vestem de maneria bem mais colorida que as ashkenazim. Eqto roupas vermelhas sao tabu entre ashkenazitas pq era a cor dos cardeais catolicos, sefaraditas sempre amaram cores quentes como o vermelho, laranja e amarelo (o catolicismo nao ditava regras no Oriente Medio, entendeu? Sefaraditas SEMPRE tiveram contato com cores). Com a influencia ashkenazi no seculo 20, muitas mulheres sefaraditas ortodoxas INFELIZMENTE estao deixando de lado suas cores e adotando o "culto da saia preta" (well... eu sou adepta desse culto hahahha fazer o que? roupa preta emagrece e combina com tudo huahauahau). Entao o recado aqui eh: nao estranhe se vc entrar numa sinagoga sefaradita e ver mulheres de vermelho. Acontece as vezes e o negocio eh elogiar a roupa delas hahahaha E elogie bastante huahuahaua Sefas sao 1 trilhao de vezes mais vaidosas que ashkenazim.





INDIVIDUALIDADE NO PENSAR

Sim, apesar de parecermos uma grande "massa" que pensa da mesma maneira... somos totalmente individuais na maneira de pensar e ver o mundo.


Isso vale para grupos hassidicos tambem. Por fora, elas podem parecer "a mesma coisa", mas dentro de suas mentes elas sao totalmente individuais. Mesmo que suas ideologias sigam as "leis de seu rebbe", cada hassidica possui sua propria maneira de interpretar tais "leis".


Na ortodoxia nao-hassidica (a minha) a coisa eh multiplicada por 1 milhao. Jah que nao temos "rebbes", somos muito mais abertas a discussao. Sim, discordamos e RECLAMAMOS bastante huahauahuahau


Eh impossivel colocar o modo de pensar de judias nao-hassidicas dentro de uma caixa. Simplesmente impossivel. Ha um site chamado ImaMother voltado para judias ortodoxas... eh um site onde toooooooooooooooooooooooodas as ortodoxas que falam ingles no mundo podem entrar e falar, perguntar o que bem entender. Como o site oferece anonimato, nao ha limites p/ os temas discutidos.


E uma das diferencas entre o Judaismo masculino e feminino eh que mulheres tem mais coragem de discordar EM PUBLICO do que os homens. Nao ha nenhum site estilo ImaMother para homens.


Mas... pensando bem, independente da cultura ou religiao, homens tem que "manter a postura uniforme", certo? "Homem nao chora", "homem tem que ser forte", "homem nao pode demonstrar sensibilidade"... enfim... eh cultura geral... e essa cultura geral eh encontrada no Judaismo tbm. Homens ortodoxos possuem muita dificuldade de se expressar...


Entao nos, mulheres ortodoxas, temos sim pensamento proprio, critico e opinioes individuais qto ao mundo que nos cerca.


Pq eh importante vc saber disso? Pq com essa informacao, vc nao levarah a opiniao de uma unica judia como a "referencia maxima do Judaismo". Se uma judia te opinar, pode ser que ela esteja expressando somente o pensamento dela e nao o pensamento coletivo judaico, ok? Use o seu bom senso qdo ouvir conselhos e nao acredite em qqr pessoa, ok?





PERSONALIDADE

Como temos pensamentos bem mais individualisticos que os homens, eh certo que nossa personalidade difere bastante.


Ha ortodoxas comediantes: https://www.youtube.com/watch?v=0pYbKdnU1e4 (Leah eh soh uma entre muuuuuuuuuuitas outras)


Ha ortodoxas fashionistas: http://www.fashion-isha.com/


Ha ortodoxas inspiradoras: http://www.outoftheorthobox.com/


Ha ortodoxas cool: http://jewinthecity.com/


Ha ortodoxas muito, mas muito legais: http://www.marriedtoayid.com/ (Ilana eh uma hassidica com muito bom humor... o blog dela eh muito divertido)


Ha ortodoxas criticas: kolbishaerva.wordpress.com (o Judaismo brasileiro tem sorte que esta blogueira nao nasceu no Brasil huahauahua a mulher nao poupa nada e nem ninguem! A-DO-RO!!!)



E assim por diante. Encontramos na ortodoxia todo tipo de personalidade.


Eh certo que a expressao de nossa personalidade depende da comuniade judaica que vivemos... nao dah pra morar em um bairro haredi israelense (haredim israelenses sao muito mais hardcore que os haredim americanos... eles nem considerem os haredim americanos haredim, pra falar a verdade huahauahu) e querer ser fashionista... please... por favor. Por isso possuimos VARIAS comunidades (bairros judaicos) e cada bairro desenvolve sua propria 'mentalidade coletiva'... tipo... cada bairro judaico tem sua propria personalidade, mais ou menos.


Por isso qdo temos que mudar p/ outro bairro, pesquisamos a fundo se a "mentalidade" do bairro combina com a nossa.


As vezes ateh uma sinagoga pode ter uma "mentalidade" diferente de outra sinagoga localizada no mesmo bairro... por isso o ato de expressar nossa personalidade estah ligado a comunidade que pertencemos. Eu por exemplo, morei num bairro haredi AMERICANO por 1 ano e me dei super bem... mas visitei alguns bairros haredi ISRAELENSES e vi no primeiro minuto que nao posso nem pensar em me mudar p/ tais bairros.


Cada bairro, uma mentalidade.

Cada sinagoga, uma mentalidade.


E nos, judias, nos adaptamos a comunidade que escolhemos viver.





TRABALHO

Como agora vc jah sabe que mulhers judias religiosas possuem uma mentalidade individuail, nao serah surpresa saber que podemos ser encontradas no mercado de trabalho, executando as mais diversas profissoes.


Medicas, fashion designers, artistas graficas, advogadas, padeiras, esportistas, costureiras, psicologas, professoras.... seja ashkenazita ou sefaradita, ESTAMOS EM TODOS OS LUGARES!!!


Nota 1 - muitas ortodoxas preferem ficar em casa e cuidar dos filhos, verdade seja dita. Mas quem disse que cuidar dos filhos nao eh um SUPER trabalho?


Nota 2 - hassidismo - entao... alguns grupos hassidicos sao mais estritos e 'lugar de mulher eh dentro de casa' p/ eles. Se um dia vc quiser se tornar hassidica, pesquise bem como eh o modo de vida das mulheres e se vc se adaptaria a LONGO PRAZO em tal comportamento.


Nota 3 - haredim - assim como no hassidismo, ha algumas comunidades haredim que nao curtem a ideia de mulheres que saem de casa p/ trabalhar... mas sao soh ALGUMAS comunidades, ok? Nao todas. Ha mulheres haredim que sao escritoras (jornais, revistas, livros), advogadas, medicas, educadoras, caixa de supermercado, recepcionistas, vendedoras de loja, artistas... enfim. Jamais baseie sua opiniao sobre o mundo haredi sobre o pouco que se ve sobre eles nos jornais. Sim, ha grupos haredim que assustam... mas ha outros grupos haredim que sao super sociaveis e compostos por pessoas inteligentes, de bom gosto e bom senso.




VIOLENCIA FAMILIAR

Eh uma masela que estah em todos os lugares, culturas e religioes.


Violencia domestica pode ser encontrados em qqr lugar... ateh mesmo no mundo judaico.


Assim como no Cristianismo, no Judaismo os homens violentos sao criaturas INDIVIDUAIS e jamais podem ser tidos como referencia de um grupo judaico.


Eu voluntariei por alguns meses em uma organizacao chamada Auberge Shalom (leia-se 'albergue)', que ajuda judias que sofrem de violencia domestica.


Aprendi qdo participava das reunioes:

1. de judeu ateu a haredi: pode-se encontrar maridos violentos em TODOS os grupos judaicos. Nao pense pq o judeu usa roupa jeans e se diz nao-religioso ele estah isento de suspeitas... nao estah.


2. sefaraditas sao mais... propensos a violencia domestica do que os homens ashkenazim. Pq? Por causa da influencia que receberam por seculos de seus vizinhos arabes. Verdade seja dita. To nem ai.


3. sirias nao falam. Uma das conselheiras do Auberge Shalom (que era ashkenaznita e nao-religiosa) falou que deu uma palestra numa comunidade Siria uma vez, e nos disse que foi a unica palestra onde nao se ouviu um 'pio'. Sejam palavras de conforto, questoes, indignacao... nao se ouviu absolutamente nada. Eh sabido que elas sao mulheres muito felizes com sua cultura, mas se algo "nao casher" acontece em sua comunidade, fica lah mesmo. Elas nao falam.


Mas nao se preocupe em demasiado, ok? Maridos violentos sao nossa EXCECAO e nao a nossa regra. Sei que de fora dah a impressao que mulhers judias sao oprimidas, mas nao somos. Nossos maridos sao muito legais e super participativos no lar.


Mas mesmo assim, vc nao pode se iludir que a vida ortodoxa estah isenta de maus elementos, pq nao estah. Ha macas podres em nossa cesta. E fazemos de tudo para ajudar as mulheres que casaram-se com estas macas podres. TUDO.


Auberge Shalom Pour Femmes (em Montreal): http://aubergeshalom.org/


Bat Melech (em Israel): http://batmelech.org/


Meu marido eh uma seda, by the way hahahah Assim como sao a maioria dos maridos de nossa comunidade.




INTERNET

Judias de todos os grupos ortodoxos falam de tudo e muito na internet.

Soh em grupos haredim e alguns grupos hassidicos elas preferem ficar longe da net.


MAS... qdo encontram a oportunidade de postar como 'anonimas', opinam na net como qqr uma de nos, que nao ve problema algum em expor nossa identidade.


Nao sei como funciona no Brasil, mas judias tanto israelenses qto norte-americanas, europeias, sul-africanas etc, etc, etc tem uma vida online bem ativa.


Ha varias formas de deixar a internet de sua casa 'casher' (programas que proibem acesso a conteudo improprio), entao... dah p/ ter internet em casa mesmo no bairro mais religioso. POREM, repito que cada comunidade judaica possui sua propria 'mentalidade'... entao... mesmo que existam ortodoxos que usam internet na boa, ha aqueles que moram em bairros onde a net eh tabu, coisa proibida...


Nota - entonses... qdo eu morei em Jerusalem e das varias vezes que visitei Israel posteriormente, eu digo que esse lance de proibir internet eh PURA BOBAGEM. Pq? Pq mesmo que o cara (ou mina) nao tenha internet em casa, eh soh pegar um onibus, ir pra outro bairro e acessar a internet de um cyber cafe. Qdo eu ia em cyber cafes em Jerusalem, vcs nao tem IDEIA do que eu encontrava lah dentro... qto mais religioso o mano, mais impopria a pesquisa "google" que ele fazia... serio, as vezes eu tinha que intervir e mandar ele ou mudar de computador ou ir embora (nao sou educada e falo meRRRRmo). Sorry Gedolim, mas... a galera acessa internet fora de casa. Uma vez fui num cyber cafe DENTRO DA OLD CITY (Cidade Velha de Jerusalem) com meu marido e todo mundo que tava lah dentro era haredi israelense... nao vi (gracas a D'us!!!) nenhum conteudo improprio nas telas alheias, mas notei que eles assistiam filmes de acao e comedia... entao... fica provada a tese de que proibir eh aticar mais ainda.



Ok, em resumo eh assim que vemos o mundo :)


Se tiver alguma outra duvida, me manda um e-mail que eu reviso este post e adiciono sua duvida.


Somos mais normais do que vc pensou, certo? ;P


Kol tuv,


Esther









































Posts Destacados
Procure por Tags

© 2015 por Vida Pratica.