© 2015 por Vida Pratica.  

Sobre 9 Rabinos e Uma Carta - PARTE 2

01.01.2016

Neste post, questoes que veem a mente de qualquer judeu ao ler o paragrafo final da carta emitida pelo Conselho Rabinico do Estado de Sao Paulo (Vaad Ha'Rabanin), composto pelos Rabinos Jacob Begun, Henrique Begun, Eliahu B. Vait, Efraim Laniado, Meir A. Illiovits, Isaac Dichi, David Weitman, Itzchak D. Horowitz e d'Ratzfert que foi dirida ao "Casal Bennun".

 

Se voce nao leu as questoes que fervem no cerebro de todo mundo sobre a primeira parte desta carta, clique aqui para le-las.

 

Aos que ainda nao leram a carta que causou toda esta situacao, ei-la:

Quando escrevi o primeiro post de perguntas, esqueci de explicar um detalhe que nao gera perguntas, mas chama a atencao de quem a le:

 

"exigir gentilmente" 

Exigir.

Gentilmente.

 

Parece um termo estranho mas eh bem comum quando um judeu quer realmente ameacar o outro de uma maneira voraz e perigosa. Quanto mais gentil e educada a ameaca, mais perigosa ela eh. 

 

 

1. "Caso continue neste rumo" 

 

a) Que rumo exatamente, jah que cada um deles oferece um tipo de represalia diferente?

 

a.1 - O rumo de "procurar"? (literalmente ir atras de alguem)

 

a.2 - O rumo de oferecer "proposta de conversao"? (como eh o caso do rapaz que mencionei no outro post que colocava cadastros em midias sociais dirigidos a nao-judeus que queriam fazer um tal de curso preparatorio de conversao. Eu, que acompanhei online TODAS as atividades do Rabino Bennun nunca vi ou li nada sobre um cadastro desta natureza. Por isso todos queremos saber como EXATAMENTE o Rabino Bennun ofereceu conversao a pessoas que ele supostamente procurou

 

a.3 Ou o rumo de fazer "proselitismo"? Eh... proselitismo eh a pena mais grave aqui pois eh a unica que realmente mereceria uma punicao. Proselitismo eh coisa seria. Ir a uma regiao importante da cidade e distribuir folhetos sobre Judaismo a nao-judeus realmente eh uma coisa que nao eh considerada bacana, por assim dizer. Por isso gostariamos de saber realmente como os Bennun fizeram proselitismo. Se alguem sabe como este suposto proselitismo foi feito, estamos aguardando que voce nos conte. Jah deixo ateh a dica, se algum judeu quiser fazer proselitismo, clique nos 3:20m deste video e faca como essa galera aqui  . Se quer fazer proselitismo, faca em grande estilo!!!  :-)

 

 

2. "Seremos obrigados pela honra da Torah" 

 

a) Obrigados? A "honra da Torah" nos obriga a tomar atitudes? Quais seriam estas atitudes, dentro da linha de pensamento que a halacha nos ensina? O que alguem que se sente obrigado a defender a honra da Torah deve fazer primeiramente: QUESTIONAR, INVESTIGAR, colher informacao de TESTEMUNHAS, se REUNIR com a parte acusada, ESCLARECER todos os mal entendidos e soh entao tomar uma atitude.  

 

Rabinos possuem a obrigacao de "fazer a Torah grandiosa e glorifica-la" (isso eh coisa seria) mas... como podem os 9 Rabinos do Vaad de Sao Paulo fazer a Torah grandiosa e glorifica-la se o caso nao parece ter sido devidamente investigado? Como saber se neste caso a Torah foi honrada ou teve sua imagem deturpada?

 

Soh ha uma maneira de saber: INDO DIRETO A FONTE DE RECLAMACAO.

 

O casal Bennun mora em Brasilia.

O Vaad de Sao Paulo estah, obviamente, em Sao Paulo.

Descendentes de Bnei Anussim se concontram no Nordeste, nao em Brasilia e muito menos em Sao Paulo.

 

A reclamacao feita ao Vaad de Sao Paulo veio de um ou varios individuos que SABEM de todas as atividades do casal Bennun. 

 

Pela linha de raciocino logico (eu seria uma otima aluna de Gemara, na proxima encarnacao voltarei homem e mitarei) NAO HA nenhuma comunidade anussita em Sao Paulo. Eu sei disso porque sou paulistana e da minha terra eu entendo. Se alguem tentou montar uma comunidade anussita em SP, deve ter desistido pois nos, paulistanos, somos complicados e imediatistas. 

 

Assim repito: a maioria das comunidades 100% anussitas se encontram no Norte e Nordeste. 

 

A acusacao aos Bennun veio de alguem que sabe de suas visitas e acompanhou o seu roteiro a estas comunidades... e (sou paulistana, sei da mentalidade de minha gente) nenhum judeu paulistano tem tempo (trabalhamos como mulas desgovernadas em SP, ninguem almoca lah) de sair por ai fazendo listas do roteiro do R.Bennun.

 

Possivel conclusao: a origem da reclamacao contra os Bennun nao veio de judeus de SP.

 

A reclamacao veio de um ou mais individuos que SABEM da rotina de viagens do Rabino Bennun. 

 

Rabino Bennun visitou comunidades no RN (nao ha comunidade judaica "oficial"), Camboriu (judeus do Sul nao menos familiarizados com essa historia de 'movimento anussim'... nao acho que a visita do R. Bennun a uma comunidade anussita lah os incomodou, ateh porque a comunidade anussita do Sul eh pequena) e Rio de Janeiro. Bom... a comunidade judaica do Rio de Janeiro eh a segunda maior do Brasil. Eu nao sei a mentalidade da comunidade judaica carioca mas... a vida carioca eh menos hardcore que a vida paulistana... algum judeu no Rio de Janeiro pode ter ficado injuriado com a visita do Rabino Bennun a Cidade Maravilhosa?

 

De uma forma geral:

Judeus de SP tem mais o que fazer do que se meter em treta anussita.

Nao ha judeus no Nordeste.

Comunidade do Sul eh minuscula.

Rio de Janeiro possui uma comunidade judaica grande... 

 

Meu instindo de Sherlock Holmes me faz pensar em visitar o Rio de Janeiro ou investigar ONLINE sua comunidade judaica. A reclamacao teria mesmo vindo do Rio?

 

Agora, o obvio em Psicologia (leio livros e livros pq adoro Psicologia... ai, ai... na proxima encarnacao serei um homem-psicologo-que-estuda-Gemara e mitarei): 

 

-  desejamos o que conhecemos (o que estah perto)

- odiamos o que conhecemos (o que estah perto, algo com o que nos identificamos, dica: se voce odeia alguem eh porque voce ve a voce mesmo nesta pessoa, ela reflete uma parte de voce mesmo que voce nao gosta... eh mais facil odiar a pessoa que te reflete do que mudar a sua imagem no espelho)

 

Pelo lado da Psicologia... a reclamacao aos Bennun deveria ter partido de alguem que estah proximo deles... mas nao ha comunidade judaica em Brasilia... tipo... ha uma comunidade minuscula, menor que a Sulista... mas... bom... vou dar uma Googleada na comunidade judaica de Brasilia pra conhece-la melhor... a unica coisa que eu sei de Brasilia eh que ela possui um aeroporto pequeno... sei porque ha 4 anos perdi um voo p/ Fortaleza deste aeroporto e passei 9 horas lah dentro. 9 HORAS!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu andei... andei... andei... em circulos. Por 9 horas. 

 

VOCES PERCEBERAM QUANTAS COISAS DEVEM SER LEVADAS EM CONSIDERACAO ANTES DE TOMAR UMA ATITUDE BRUSCA EM NOME DA HONRA DA TORAH?

 

Dizem que o Sanhedrim nunca condenou alguem a pena de morte e se condenou alguem, o fez com pesar. Ao julgar alguem que cometeu uma infracao cuja pena deveria ser a morte, todos os argumentos possiveis e impossiveis eram feitos para salvar a vida do acusado, alem de duas testemunhas para cada uma das acusacoes. 

 

Ha alguma testemunha das acusacoes feitas contra os Bennun? 

 

Se ha uma testemunha, tal testemunha estah em uma cidade que o Rabino Bennun visitou mais de uma vez (procurando bnei anussim para lhes propor conversao e fazer proselitismo: nao se faz isso em uma soh visita... leva-se mais de 2 ou 3 visitas para cumprir estas 3 acusacoes) e que possui judeus que possam servir de testemunhas. 

 

Ai eh onde reside minha incognita na investigacao: Rabino Bennun nao visitou as mesmas comunidades mais de 1 vez... certo? Quem, neste mundo de Hashem, poderia servir de testemunha contra ele? Tem que ser um judeu (ou varios judeus) que o veem... que se identificam com ele... que o conhecem... QUE CONHECEM SUA ESPOSA (se a acusacao tivesse sido feita soh ao Rabino Bennun, eu nao estaria batendo nesta tecla, mas foi "Ao Casal Bennun"... entao a reclamacao veio de alguem que estah familiarizado, ve, conhece e se identifica com a SRA. BENNUN, a Sra. Bennun eh a chave desta questao).

 

Por isso ateh que alguem nos explique o que estah acontecendo eu suspeito que o Vaad de Sao Paulo foi enganado e levado (ou pressionado?) a tomar uma atitude brusca como o envio desta carta a um inocente. 

 

Sem investigacao, nao ha obrigacao de defender a honra da Torah pois nao sabemos realmente se a nossa atitude a honrarah ou nao. O PROFETA ELI NAO ENTENDEU A MENSAGEM ESCRITA EM SUA VESTE SOBRE HANNA E PELA FALTA DE VOGAIS, ELE INTERPRETOU AS CONSOANTES DE UMA MANEIRA ERRONEA E A ACUSOU DE ESTAR FISICAMENTE EMBRIAGADA, QUANDO NA VERDADE ELA ESTAVA ESPIRITUALMENTE REPLETA DE SANTIDADE... eu sempre tenho isso em mente, desde que aprendi essa historia. Ateh o Urim e Tumim precisavam ser interpretados.

 

 

3. "a tomar as providencias previstas na halacha"


Que providencias seriam estas? Rabino Bennun comentou em seu video uma palavra que causou lagrimas em muitas pessoas, incluindo eu: cherem. Mas o que eh um cherem, na verdade?

 

a) Cherem

A maior punicao que um judeu pode receber. Cherem significa a exclusao total e absoluta de um judeu da comunidade judaica MUNDIAL. Tal punicao pode ser temporaria ou definitiva. Spinoza, Leon Trotsky... dai voces veem que nao eh uma punicao que se dah todos os dias.

 

Rabino Nathan Lopes Cardozo defende hoje em dia que o cherem posto em Spinoza seja anulado. 

 

Para alivio geral, "procurar" nao-judeus, "promover conversao" e fazer "proselitismo" NAO SAO ACUSACOES que recebem cherem... ha uma lista (na verdade 2, pq o Rambam tbm fez a sua) de atividades que poderiam levar uma pessoa a receber um cherem NO PASSADO... hoje em dia nao aplica-se mais esta pena (dizem as mas linguas que muito raramente um cherem eh aplicado em comunidades hassidicas ou haredim, entao se vc nao eh hassidico e muito menos haredi, ninguem pode te colocar um herem... Rabino Bennun eh Sefaradita... nao ha possibilidade de cherem para ele). Hoje em dia com a alta lista de pedofilos na comunidade judaica crescendo a cada dia, deveriamos ter uma terceira lista onde pedofilia seria inclusa. Ah, e recusar o get deveria entrar na lista tambem. 

 

- lidar de maneira leviana com qualquer preceito D'Oraita ou D'Rabbanan estah na lista...

 

- colocar uma pedra na frente de um cego (que pode ser interpretado como armar uma cilada, causar um stress a uma pessoa sabendo que ela terah uma reacao de furia, provocar quem nao merece de proposito soh para testa-lo etc, etc, etc. no geral, eh colocar uma dificuldade na frente de alguem soh para testa-la se ela cai ou nao ou simplesmente pelo prazer de ve-la cair) estah na lista...

 

 

b) Niddui

Eu nao sei se aplicam no niddui hoje em dia... eh muito mais ameno que o cherem pois o niddui exclui a pessoa da comunidade por 1 semana (fora de Israel) ou 30 dias (em Israel) pelo beit din que a pune. Niddui era (ou ainda eh) aplicado somente quando por causas financeiras... se um judeu fere ao outro financeiramente... mas na boa, eu realmente nao sei se essa pena eh usada hoje em dia. Quando uma pessoa era posta de niddui, ela deveria se comportar como quem estah de luto... por exemplo... agir como se fosse 9 de Av por todos os dias impostos pelo niddui e se o recebedor do niddui fosse homem, ele nao poderia particiar de um mynian ou outras atividades na sinagoga.

 

Se alguem praticasse algo errado no passado, nao era posta de cherem logo na primeira chamada. Perante uma falha de conduta SERIA e GRITANTE, o acusado era chamado pelo beit din e em certos casos posto de NIDDUI. Se depois do periodo de niddui o individuo nao apresentasse arrependimento e continuasse repetindo a transgressao, era colocada de niddui de novo. Dai soh lah pra terceira ou outras vezes, se o beit din visse que o individuo NUNCA aprenderia a licao, se o considerassem CASO PERDIDO, ai sim o colocariam de cherem.

 

Assim sendo, Rabino Bennun jamais poderia ter sido colocado de Cherem por acusacoes que nao foram devidamente investigadas... e porque ele eh Sefaradita... e porque a acusacao inclui sua esposa... e porque o Vaad de Sao Paulo nao eh 100% hassidico, nem haredi e nem sefaradita, mas eh composto por rabinos destas tres linhas do Judaismo. E por ultimo, mas ainda importante, cherem eh uma pena que se dava na Idade Media... nao coisa de 2015...  

 

 

c) Nezifah

Tambem nao sei se eh aplicada hoje em dia. A nezifah eh mais leve que o niddui, pois vale por 1 unico dia e o reu nao precisava se ausentar de atividades na comunidade judaica e nem tinha que pedir desculpas a pessoa que ele ofendeu. Nos termos de hoje, a nezifah seria somente uma bronca onde o acusado tem que se dedicar a teshuva entre outras atividades que o ajudem a refletir por um dia.

 

 

d) anular a conversao de um ger

Ai a coisa pararia nos jornais. Com certeza. Tudo o que TODOS os jornais judaicos do mundo esperam eh achar batei din que querem anular uma conversao. Rabino Bennun afirma em seu video que passou por mais de um processo de conversao (sei como eh, eu fiz 2... mas fui num show dum Rabino (clique aqui para ve-lo) que fez 3 CONVERSOES e teve que se tornar um comediante... jah imaginou? 3 conversoes??????? Huahauahuahaua ateh eu subiria nos palcos p/ estrelar meu show de comedia depois de 3 conversoes huahauahauahuaua e ele era casado com uma egipcia durante a primeira conversao e a levou num Seder de Pessach HUAHAUAHAUHAUAHAUAHUAHAUAU  depois se divorciaram... mas nao foi por causa do Seder huahauahuahaua longa historia e muito engracada).

 

Nao se anula conversoes. 

 

Ha, porem 2 casos... os 2 contra mulheres que estao acontecendo em Israel... mas a razao que o beit din foi atras do certificado delas eh porque eram batei din ORTODOXOS, dai as mulheres disseram que seriam ortodoxas... dai depois de meses (ou semanas) depois da conversao elas abandonaram tudo o que tinham assumido (rituais, Shabbat etc) e voltaram a viver como viviam antes. Os batei din se injuriaram porque acharam que ela os enganou e os casos estao na Corte Israelense. Nao sei se os casos jah foram fechados. 

 

Nao ha a minima possibilidade de que o beit din que realizou a conversao ortodoxa do Rabino Bennun pensaria em lhe ameacar em revogar seu certificado se ele vive uma vida de Torah e mitzvot.

 

IMPORTANTE: eh extremamente raro um caso de um beit din ir atras de revogar uma conversao... ateh hoje eu soh ouvi falar destes 2 casos e os dois aconteceram em Israel... mas mesmo assim, esta situacao eh TAO FORA DO COMUM que todo jornal judaico do mundo se importa em cobrir, pois eh uma situacao escandalosa e extremamente polemica.

 

 

Entao... se nao existe mais cherem... se um niddui (se existe niddui hoje em dia, eu sinceramente nao sei) dura no maximo 30 dias... e se uma conversao nao pode ser anulada... que punicao de acordo com a halacha seria essa mencionada na carta?

 

 

4. PUNICOES CONTRA A HALACHA (QUE SAO COMETIDAS CONTRA PESSOAS QUE "SAEM DA LINHA")

Alguns rabinos acharam uma maneira de burlar a halacha e punir pessoas. Eh uma maneira CRUEL. DESUMANA. TRAUMATIZANTE. E que CAUSA SUICIDIO: expulsar os filhos do acusado da escola judaica onde eles estudam.

 

Esta pratica eh amplamente praticada em comunidades hassidicas. Chabad, Belz, Satmar, Skever... etc, etc, etc. A regra eh uma e uma somente: se os pais "sairam da linha" os filhos sao expulsos da escola (depois de receber muito bully, claro).  

 

O que eh considerado "sair da linha"? A resposta depende do grupo hassidico... por exemplo, mulheres Satmar casadas que nao raspam o cabelo sao consideradas rebeldes e... pois eh, filhos expulsos. 

 

E por ai vai. Apesar do Chabad ser um grupo hassidico bem tolerante com judeus nao-religiosos, ainda eh um grupo hassidico... entao por exemplo, se um rabino Chabad ou ateh mesmo um professor (alguem importante, que eles tenha certeza de que nao se "desviarah" do Judaismo religioso) desobedecer ordens... pode receber uma cartinha da escola dizendo que nao possuem mais lugar para a matricula de seu filho... 

 

Isso acontece em alguns grupos judaicos nao-hassidicos tambem.

 

Ha alguma escola judaica em Brasilia? Serah que a pena seria expulsar os filhos do casal Bennun de tal escola (se ela existir)?

 

Bom... ha tambem o 'desprezo geral' que os rebeldes  recebem... hmmmm... eu moro numa comunidade judaica NORMAL e me socializo com gente INTELIGENTE... entao... nao consigo pensar em outras punicoes que burlam a halacha... well... ha a violencia fisica (bater de porrada mesmo), psicologica e material (furar pneus de carro, quebrar janelas, tacar pedra... essas coisas...) que ocorrem em algumas cidadelas hassidicas, como acontece em Kyriat Joel, uma vila Satmar em NY... mas Kyriat Joel eh que nem Las Vegas: "o que acontece lah permance lah", dai a galera sofre bully mas nunca chama a policia... Brasilia estah looooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooonge de ser Kyriat Joel... entao... nao acho que ninguem furaria o pneu do carro dos Bennun).

 

Repito, moro numa comunidade judaica normal e legal, soh vemos estas coisas nos jornais e nos perguntamos as mesmas perguntas que voces devem estar fazendo agora.

 

 

No proximo post: o estado mental de quem redigiu a carta, pois seja lah quem a escreveu ou nao eh muito bom de "datilografia" ou cometeu lapsos freudianos. Eu fui secretaria por 8 anos... detalhes sao TUDO na carreira de uma secretaria. Se os erros que eu vejo nesta carta foram feitos por um profissional, o estado mental desta pessoa estava sob stress... e se nao estava, significa que ela nao pode ser uma secretaria-executiva. 

 

E jah mando logo a nota de que rumores estao comecando a chegar ateh mim por e-mail... e-mail de gente que nao conheco... rumores de ligacoes anonimas... rumores de questionamenos sobre a integridade do casal Bennun... rumores... E CADA UM DELES SERAO ANALIZADOS, pois mentira tem perna curta. Obrigada pessoas que me alimentam de rumores. A-do-ro rumores pois me dah prazer em dobro desmascara-los. 

 

E depois... veremos o que o Sr. Google tem a nos dizer sobre TODOS os envolvidos na carta, sobre a comunidade judaica de Brasilia, Sao Paulo, Sul do Brasil e Rio de Janeiro. Pesquisa especial sobre minhas deducoes sobre as comunidades de Brasilia (que eh a mais proxima dos Bennun e podem literalmente ver os seus passos diarios)  e a do RJ que eh grande e menos stressada que a de SP... pois em SP a gente nao tem tempo de nada, nem de viver!!! Soh trabalho, trabalho, trabalho, e chuva, e garoa, e fugir de assalto, medo de farol, sequestro relampago, quadrilha, tiro, e trabalho,,, UFAAAAA!!! Soh lembrar de SP jah me deixou stressada. 

 

Vamos juntos desvendar esta historia. Alguem mentiu aqui e juntos, iremos descobrir quem foi. Bem vindos a era dos blogs judaicos que causam furor nos EUA e Israel e comecam a agitar ondas no Brasil tbm.  

 

 

Mais que gentilmente e educadamente lhes desejo uma otima noite,

 

 

 

Esther

 

 

 

 

Please reload

Posts Destacados

O Que é um Rabino? O Que é Semicha?

October 21, 2018

1/10
Please reload

Procure por Tags