Conversao no Exterior

Uma das varias curiosidades sobre a vida judaica FORA do Brasil eh a facilidade com que encontramos batei din de conversao ortodoxa. Neste post, vamos dar uma olhada como isso funciona exatamente.


Mas antes:

- Leia o post ‘Conversao ao Judaismo’ que estah no topo da pagina do blog, para entender melhor do que estou falando.


- Se o assunto ainda te interessar, clique aqui para ler o ‘Convertidos Sofrem Preconceito?’.


- A lista de batei din registrados na Rabanut vc pode ver NESTE LINK: http://www.itim.org.il/en/recognized-rabbinical-courts-for-conversion/


(incrivelmente, nao importa quantas vezes eu poste este link com a lista de batei din, parece que ninguem abre, ou se abre, nao se importa em le-la… dai sempre me escrevem “tem beit din em Nova York?”, “tem beit din em Toronto?” AJUDE-SE E LEIA!)



Ok, agora sim, vamos ao exterior


Seja nos EUA, Canada, Inglaterra ou nos paises contidos na lista, a aceitacao de um candidato vai assim:


- O candidato tem que ter o visto regularizado pelo tempo que estarah no pais estrangeiro.


- Um curso de conversao ortodoxa (ou ortodoxa-moderna) pode durar, NO GERAL, 2 anos, dependendo da situacao de cada candidato(a). Eh obvio que se o(a) candidato(a) estiver muito familiarizado(a) com principios da religiao, filosofia, historia e cultura judaica, pode levar menos tempo, talvez 1 ano ou ateh menos… mas se o candidato alem de nao souber nada, ainda for preguicoso, pode durar mais, 3, 5, 11 anos… mas no geral, eh 2 anos para a maioria das pessoas.


- Por que 2 anos eh o tempo medio da maioria das conversoes? Pq no primeiro o(a) candidato(a) aprende e no segundo, ele(a) pratica p/ ter certeza de que este eh o modo de vida que ele(a) quer seguir.


- “E quanto a imigrantes ilegais?” Imigrantes ilegais terao que regularizar sua situacao, pois os batei din registrados na rabanut precisam enviar copia dos documentos de cada candidato a rabanut… e sendo a rabanut um orgao do governo israelense (que dah direito a alyiah)… toda a documentacao tem que estar em dia.


- O preco cobrado por um curso de conversao depende de pais para pais. Ontem mesmo uma amiga me disse que na Alemanha eh gratuito. Mas caso voce for parar na America do Norte, voce terah que pagar pelo curso.


- O ato da conversao eh gratuito, mas o curso nao eh. Professores precisam ser pagos.


- Valor: de uma forma geral, na America do Norte cobra-se de U$2500 a U$3000 por um curso que dura 2 anos. O valor pode ser parcelado.


- LEVE EM CONSIDERACAO de que os salarios na America do Norte e Europa sao BEM maiores que salarios brasileiros… se o salario mensal de um americano eh de U$2000, ele conseguirah pagar seu curso sem muita preocupacao.


- “E quanto a conversao gratuita em Israel?” Sim… eh verdade. A conversao em Israel eh gratuita, mas… chegar a Israel nao eh, certo? E depois que chegar, vc terah que alugar um apto, somar a isto custos de alimentacao, vestimenta e pequenas despesas como remedios, produtos de higiene pessoal… enfim… morar em Israel eh caro. Possivel, mas caro.


Uma das razoes que a conversao eh gratuita nos ESCRITORIOS DA RABANUT (nao em seminarios ou yeshivas, que sao instituicoes de ensino privado) eh que a rabanut pertence ao governo… entao… o salario dos professores eh pago pelo governo. Uma outra razao eh questao de decencia, assim ninguem pode reclamar que ficou de fora por questao financeira.


- "Ha conversao em kibbutz?" Sim, ha pouquissimos kibbutzin que fazem conversao. Neste caso, a conversao sao totalmente gratuita mesmo, jah que o candidato mora e se alimenta no kibbutz... e TRABALHA tbm... trabalha e estuda, e paga a moradia/alimentacao com seu trabalho.

- “Qual o custo de vida em morar fora do Brasil?” Isso depende muito de que cidade e qual bairro vc pretende morar. Cidades grandes custam mais, cidades pequenas custam menos… assim como no Brasil. Hoje em dia ha sites especializados em mostrar este tipo de informacao, por cidade, alem de grupos de discussao e ateh mesmo comunidades de Facebook, onde brasileiros espalhados por este mundao sem fronteiras, dividem informacoes.


Entao eh basicamente isso: visto para no minimo 2 anos, um emprego p/ bancar o custo de vida e boa sorte!


A vida judaica na America do Norte eh riquissima. Ha o mesmo numero de judeus na America do Norte que em Israel.


Os Estados Unidos sozinho possui aproximadamente 5.5 milhoes de judeus (ha 6 milhoes de judeus em Israel), o Canada possui entre 500 e 700 mil.


A populacao judaica em Montreal, onde eu moro, estah em aproximadamente 120 mil pessoas, ou seja… ha mais judeus em Montreal, que eh uma cidade pequena, do que no Brasil inteiro.


Estes numeros grandes proporcionam uma vida judaica equilibrada e vaaaaaarios tipos de comunidades, das mais liberais as mais religiosas. Por isso eh importante que antes de pensar em sair do pais, voce leia o topico “Convertidos sofrem preconceito?” para te ajudar a refletir nos diferentes tipos de comunidades existentes.


Alem do numero enorme de sinagogas e atividades culturais voltadas ao publico judaico, outra vantagem que a America do Norte proporciona eh a facilidade que encontramos comida casher.


Ha um grande numero de companhias que concedem hechshers (selo de cashrut) na Am. do Norte, e no final do dia, o extrato de tomate casher divide mesma prateleira com o extrato de tomate nao-casher em praticamente TODOS OS SUPERMERCADOS deste Continente.



ISRAEL – ESCRITORIOS DA RABANUT


Entao vc chegou a Israel e quer se converter ao Judaismo?

Vah ateh um escritorio da rabanut e se inscreva no programa.

Mas… vc jah arrumou um emprego, para ter dinheiro o suficiente para se alimentar e se vestir e com certeza voce jah conseguiu um lugar para morar, certo?




ISRAEL – CONVERSOES INDEPENDENTES


Entao vc chegou em Israel, quer se converter, mas nao quer se converter pela rabanut? Prefere um outro “tipo” de beit din ortodoxo?

Ai vc precisarah de alguem que te mostre onde encontrar estes batei din independentes.

Clique aqui para ler TUDO sobre batei din independentes e sua aceitacao frente ao governo israelense: http://www.vidapraticajudaica.com/#!Corte-Suprema-Israelense-x-Rabanut-Conversoes-em-Israel/c1sbz/57030bba0cf2ecf50ee42b2e




ISRAEL - SEMINARIOS E YESHIVAS


Bom… ha esta opcao que nao eh muito comentada no Brasil que eh a seminarios e yeshivas que aceitam candidatos a conversao.


Um seminario (no Hebraico, Midrashah) eh uma instituicao de ensino religioso voltado para mulheres.


A yeshiva eh voltada para os homens.


Mas nao se preocupe em ser tao ‘tecnico’, muita gente inverte os dois… muitas pessoas preferem chamar seminarios de yeshivas… enfim… mas como vc jah deve ter percebido, eu sou super metodica… entao for me, seminary is seminary and yeshiva is yeshiva.


Seminarios e yeshivas sao instituicoes privadas, ou seja, sao escolas religiosas que cobram um valor mensal ou anual aos seus alunos.


Seminarios e yeshivas NAO SAO ESCRITORIOS DA RABANUT, mas podem (ou nao) trabalhar em conjunto com a rabanut.


Em media, um seminario/yeshiva cobra de U$ 1000 a U$1500 mensais, oferecendo aos alunos ensino, alimentacao e MORADIA pelo tempo que estiverem em Israel.


A moradia oferecida eh geralmente um apartamento que eh dividido entre 4 ou 6 alunos, por exemplo.


Seminarios e yeshivas SAO VOLTADOS PARA JUDEUS E JUDIAS DE NASCIMENTO, e nao para fazer conversao. Eh possivel encontrar seminarios e yeshivas que aceitem candidatos a conversao, mas nao sao todos.


Alguns judeus/judias que querem estudar em Israel compram o pacote anual, e ganham descontos…


No geral, judeus e judias religiosos vao estudar em Israel por alguns meses, geralmente antes de se casarem… eh uma tradicao bem comum pra falar a verdade. Alguns vao por 3 meses, outros por 6, outros por 1 ano… enfim… eh a vida.


NEM TODOS OS seminarios e yeshivas aceitam candidatos a conversao. E os que aceitam, colocam exigencias, entre elas:


- jah ser membro(a) de uma comunidade judaica por no minimo 1 ano

- carta de recomendacao do rabino que acompanha tal candidato, que decidirah quanto tempo o(a) candidato(a) precisa ficar no seminario


Minha experiencia pessoal No meu caso, eu nao fiz alyiah, eu investi em um seminario.


Com a indicacao de uma amiga americana, que garantiu a diretora do seminario que eu era uma candidata seria, com a carta de recomendacao do rabino que fez minha conversao, atestando minha seriedade e que eu jah era frequentadora de uma sinagoga em SP e com uma carta pessoal, redigida por mim, onde eu expliquei, em 17 paginas porque eu queria estudar Judaismo e me converter sob a perspectiva ortodoxa, fui aceita na She’arim College of Jewish Studies for Women, onde estudei por 1 ano e 1 mes, passei por varias entrevistas no escritorio da rabanut e finalmente, fiz minha conversao.


Este seminario eh voltado para jovens judias que estao fazendo teshuva… entao eu era a unica candidata a conversao lah… depois chegou mais uma jovem dos EUA… e ateh conheci uma jovem chinesa que estava se convertendo em outro seminario, mas vinha aprender conosco de vez em quando.


Ha outros seminarios que possuem programas proprios para conversao, como a Berot Bat Ayin, em Gush Etzion.


Os requisitos sao os mesmos, independente se o seminario ou yeshiva eh voltado para gyiur ou aceita candidatos a conversao em carater “extra”.


Sim, estudar lah foi caro, mas valeu cada centavo pois os ensinamentos que aprendi ali carrego comigo ateh hoje e carregarei para a vida inteira.


O ensino religioso em seminario eh intenso, no meu caso, as aulas eram de domingo a quinta-feira, das 8:30am as 5:30pm. Nas sextas-feiras a gente tinha o dia livre para se preparar p/ Shabbat e as refeicoes de Shabbat eram feitas nas residencias de familias que se inscreviam no seminario em um programa de receber convidadas.


Por causa desse programa, eu tenho orgulho de dizer que conheci muitas tradicoes diferentes na mesa de Shabbat, jah que eu tinha o jantar na casa de uma familia e o almoco na casa de outra… sempre familias diferentes… a gente observa um numero gigantesco de tradicoes e minhags (costumes).



Hashkafa Hashkafa significa ‘percepcao religiosa’, e cada seminario e yeshiva possui a sua. Ha os que sao mais modernos, os que sao mais haredi, os que sao mais nacionalistas, os que condenam a Israel… enfim… ha instituicoes de ensino para todos os gostos.


Eh bom pesquisar qual a hashkafa da instituicao de ensino religioso que te interessa. Um conflito de hashkafas atrasa muuuuuito no aprendizado.

Well… acho que eh soh isso. Se vc quiser saber algo mais sobre conversoes no exterior que esqueci de mencionar, eh soh me mandar uma mensagem ou e-mail, que eu altero o post.



Kol tuv,

Esther

Posts Destacados
Procure por Tags

© 2015 por Vida Pratica.