© 2015 por Vida Pratica.  

Como lidar com diferentes tipos de odio?

Oi, semana passada eu dei um dvar Torah (palavras da Torah) em um evento na sinagoga sobre Tisha B'Av, entitulado "Como Lidar Com Diferentes Tipos de Odio?"

 

Esse dvar Torah eh uma compilacao de estudos feitos pelos rabinos Jonathan Sacks (http://www.rabbisacks.org/about-us/)  e David Forhman (criador do Aleph Beta - https://www.alephbeta.org/).

 

A tarde de Tisha B'Av eh a parte mais desafiadora do dia para quem estah jejuando, entao eh bom reservar tempo para descansar e ler algo mais voltado ao lado filosofico desta data.

 

Boa leitura! 

 

Tipos de Odio

Com a proximidade de Tisha B'Av, somos relembrados do pecado de 'sinat chinan' (odio gratuito/odio sem motivos)... mas o as palavras 'odio gratuito/sem motivos' significam exatamente? O que eh ODIO, para inicio de conversa?????

 

Odio eh nossa capacidade de julgar uma situacao e expressar  nossa raiva (fisicamente ou interiormente) de acordo com nosso julgamento.

 

Como assim?

Ha diferentes tipos de odio descritos na Torah, mas hoje vamos focar em somente 3 deles:


- odio gratuito (sinat chinan)
- odio causado por "ira divina" (odio dos justos)
- odio no coracao (odio silencioso)


 

Sinat Chinan - Odio Gratuito
De acordo com varias opinioes rabinicias (R. Jonathan Sacks, R. David Forhman e muitos outros), a expressao 'odio gratuito' eh apenas uma metafora que serve para resumir o tipo de odio mais destrutivo que ha: o odio cuja reacao eh desproporcional devido ao nosso erro em julgamento em como responder a nossa raiva.

 

Entendendo melhor:
O Talmud no tratado Gittin 95b nos ensina que a destruicao do Templo comecou com a historia de Kamtza e Bar Kamtza...

 

Aproximadamente 100 anos antes da destruicao do Templo, um homem tinha um amigo chamado Kamtza e um INIMIGO chamado Bar Kamtza.

 

A mais velha deste homem ficou noiva e o homem entregou um dos convites de casamento a um de seus servos e pediu para que o convite fosse entregue ao amigo dele, Kamtza.

 

O servo se confundiu com a similaridade dos nomes e entregou o convite de casamento ao inimigo de seu senhor: Bar Kamtza.

 

Bar Kamtza ficou feliz, pensou que a inimizade tinha terminado e foi ao casamento.

 

Durante a festa, o homem ve Bar Kamtza sentado a mesa com varios rabinos daquela epoca... o homem fica furioso, vai ateh lah e diz para Bar Kamtza ir embora.

 

Bar Kamtza teme a vergonha de ser expulso de uma festa a vista de todos e diz ao homem que ele pagaria pela comida que comeu, contanto que o homem o deixasse ali, quieto... o homem recusa.

 

Bar Kamtza oferece entao pagar por metade da festa de casamento, contanto que ele ficasse ali, quieto, a mesa... o homem recusa.

 

Bar Kamtza se desespera e se oferece para pagar por toda a festa de casamento!

 

Mas o homem recusa... e expulsa Bar Kamtza dali.

 

Sozinho e "jogado" na rua, Bar Kamtza odeia ainda mais o seu velho inimigo e... nasce em seu coracao o odio pelos rabinos que estavam a mesa com ele, pois tais rabinos nao fizeram nada para impedir sua expulsao da festa...

 

Bar Kamtza entao decide se vingar dos rabinos, do seu velho inimigo e de todos os envolvidos em sua humilhacao: ele vai ao general romano da epoca (Nero) e MENTE, dizendo que os judeus estao se rebelando... o general nao ve nenhum sinal de revolta, e Bar Kamtza lhe diz: 'Teste voce mesmo, envie animais para sacrificio e voce verah como seus animais serao recusados!"

 

(NOTA: havia varios tipos de sacrificio no Templo, e um deles podia ser oferecido por nao-judeus, mesmo que o nao-judeu fosse idolatra. Os nao-judeus traziam os animais a serem oferecidos e os cohanim os ofereciam, assim era mostrado a todos que Hashem era o pai de toda a humanidade e que Ele quer a paz entre todos os seres humanos, quando o Terceiro Templo for contruido, este sacrificio serah restabelecido. Nao lembro o nome exato deste tipo de sacrificio...mas se um dia eu encontrar essa informacao novamente, divido com voces)

 

O general romano envia seus animais para sacrificio aos cuidados de Kamtza... e qdo estao proximos ao Templo... Kamtza tira sua faca e faz pequenos cortes nos animais!!!!! Animais com ferimentos, por menor que fossem, nao podiam ser sacrificados!!!!!

 

Ao chegar com tais animais em frente aos rabinos no Templo, ha uma discussao ferrenha! Os rabinos se desesperam, porque afinal de contas, aqueles eram animais enviados por Nero!!! Ha uma halacha que diz que se for para manter paz com os governantes, mesmo animais com pequenos ferimentos podem ser sacrificados, assim vidas seriam salvas (eles estavam lidando com Roma!) mas um dos rabinos temeu que se eles aceitassem tais animais de Nero, o povo pensaria que tbm poderia trazer animais defeituosos e tudo viraria uma bagunca...

 

Bar Kamtza trouxe os animais, vivos, de volta ao general romano... e a partir de entao, tudo se desenrolou para a completa destruicao de Jerusalem.

 

 

MAS ONDE ESTAH O ODIO GRATUITO NESTA HISTORIA?
Em resumo: 

 

1. A resposta (julgamento) do odio do inimigo de Bar Kamtza no casamento foi errada... foi desproporcional a provocacao... ateh mesmo porque Bar Kamtza nao foi a festa para provocar ninguem, ele foi buscando a paz. 

 

2. A resposta de Bar Kamtza ao odio (julgamento) que fez de seu inimigo e dos rabinos tbm foi desproporcional... ele colocou em risco TODA A JERUSALEM por causa de seu problema com alguns poucos individuos!!!  

 

Aproximadamente 100 anos depois, o problema do odio gratuito toma proporcoes gigantescas... o Talmud nos diz que durante a fase final do cerco romano contra Jerusalem, ninguem podia sair do limite dos muros da cidade, a nao ser que tivessem uma autorizacao dos romanos... se nao podiam sair, entao como toda a cidade se alimentava????

 

Tres homens ricos doaram alimentos e madeira o suficiente para construir reservas de comida que durariam por 21 anos. Os rabinos da epoca esperavam que em 21 anos de negociacao com os romanos, as coisas se acalmariam e a cidade seria poupada. 

 

Mas... os zelotes (extremistas) odiaram a ideia dos rabinos de negociar com Roma... e em seu odio (julgamento), eles reagiram de uma forma DESPROPORCIONAL: os zelotes queimaram todo o estoque de comida em Jerusalem!!!!!!!!!!!!!! Nao havia comida para os pobres, nao havia comida para os ricos...

 

O Talmud nos dah um exemplo do desespero da fome sofrida naquela ocasiao, nos contando a historia de Martha bat Batius, um tipo de Ivanka Trump daquela geracao (mulher de familia super rica, influente e bem sucedida), que saiu as ruas jogando suas joias ao vento, chorando em voz alta 'de que me vale tanto ouro e pedras preciosas se nao ha comida para comprar?' Ninguem escapou da fome causada pelo odio dos zelotes.

 

E o exemplo mais forte do pecado de odio gratuito nos eh passado atraves do exemplo de estudantes de Torah odiando outros estudantes de Torah… Torah scholars hating Torah scholars… e um dos motivos que este eh o exemplo mais comentado eh que ateh agora vimos exemplo de pessoas TOMANDO ACOES (o homem expulsou Bar Kamtza… os zelotes queimaram as reservas de comida, eles AGIRAM) contra outras de maneira desproporcional… agora… uma pessoa que se senta para estudar Torah nao estah agindo… estah parada em seu lugar… e qdo o odio eh dirigido a uma pessoa que nao fez absolutamente nada, ele eh em sua origem totalmente gratuito. E quando 2 estudantes de Torah, que nao agem, odeiam um ao outro somente pela ideologia que o outro acredita, sem a necessidade de nenhuma acao envolvida… entao… nao ha chances de reconciliacao… o pior tipo de odio, o odio gratuito, provou ser mais forte naquele momento…  


 

Odio causado por um sentimento de "Ira Divina" (Righteous Hatred)
Algumas vezes o odio gratuito coloca uma MASCARA e a pessoa que sente odio gratuito as vezes pensa que estah sentindo  ‘ira divina’, que tbm pode ser traduzida como ‘odio de virtude’ ou ‘odio dos justos’.

 

O que eh esse tipo de odio?

Eh o tipo de odio: "Eu acredito que eu estava certo, e eu fiz a coisa certa ao me vingar!”

 

Te dou um exemplo: vamos supor que ha uma batida de carros… o motorista do carro atingido olha para o lado e ve seus filhos feridos, sua esposa desmaiada e ensanguentada, ele sente que alguns de seus proprios ossos estao quebrados… mas mesmo assim ele sai do carro em direcao ao carro que o atingiu e que estah parado… o motorista atingido caminha com muita dor, e quando se aproxima do outro carro ve que o motorista daquele carro estah checando O CELULAR, como se nada tivesse acontecido… o motorista atingido e ferido comeca a gritar “Ei, voce estah louco? Voce acabou de bater no meu carro, possivelmente destruiu minha familia, o que vc estah fazendo?”

 

E o motorista que o atingiu responde “Qual o problema, cai fora, eu tenho  mais o que fazer aqui com meu celular.”

 

O motorista atingido e ferido sentirah "ira divina"… ou seja… ele sentirah um tipo de odio que eh dirigido SOMENTE a pessoa que o feriu, ele terah vontade de punir tal pessoa para que ela nao machuque mais ninguem… e se o motorista ferido nao se controlar, ele pode ateh mesmo chegar a matar o outro motorista, achando que fez a coisa certa!!!!!!! Este tipo de odio eh bem perigoso!!!!

 

Um exemplo de ira divina que encontramos na Torah eh o que Pinchas sentiu ao ver o principe da tribo de Simeao, Zimri e a princesa de Midian que ele tinha tomado por mulher. Voce pode checar a historia em Numeros 25, a partir do verso 10.

 

Neste episodio, varios homens tinham tomado mulheres de Midian, mas entre eles estavam ignorantes, instruidos, bons e maus… nao dava pra saber quem era quem exatamente e Pinchas nao dirigiu sua ira a eles… no entanto, o PRINCIPE de uma tribo nao tinha desculpas para tomar uma mulher Midianita para si… ele recebeu educacao suficiente, ele poderia ter  influencia sobre outras tribos, como um lider ele tinha mais responsabilidade que qualquer outro homem de sua propria tribo… entao Pinchas, ao ver o “efeito domino” e o “efeito borboleta” que o ato deste principe causaria, se encheu de ira divina e acabou com o mal pela raiz.


 

O ERRO 
Um grande erro acontece quando alguem confunde (devido ao seu ego) o conceito de ira divina com odio gratuito
… os zelotes da epoca do Segundo Templo pensavam estar sentindo ira divina… mas sentiram odio gratuito.

 

Bar Kamtza pensou estar sentindo ira divina ao se vingar dos rabinos e do homem que o expulsou da festa… mas sentiu na verdade odio gratuito.

O odio gratuito nao faz distincao entre culpados e inocentes… o odio gratuito pune a TODOS que estao ao seu alcance.

 

E como o odio gratuito tem motivacoes egoisticas, eh um tipo de odio criado pela nossa propria vaidade, as consequencias que este tipo de odio traz sao catastroficas. O odio gratuido desune. O Primeiro Templo foi destruido e reconstruido em 70 anos… o Segundo Templo foi destruido ha mais de 2000 anos e permanece destruido ateh hoje devido ao odio gratuito.

 

O odio gratuito lida com sentimentos ligados a SUPERFICIALIDADE, nao ha nenhuma racionalidade nele. Eh praticamente impossivel uma pessoa que sente odio gratuito se arrepender do que faz, porque o reconhecimento de que ela estah sentindo odio gratuito lhe traz uma vergonha imensa… entao ela acha melhor fechar os olhos e continuar titubeando nos caminhos do odio gratuito. A PESSOA QUE SENTE ODIO GRATUITO SENTE QUE ELA EH O CENTRO DO UNIVERSO… que seus problemas e solucoes ultrapassam ateh mesmo a vontade de Deus… tal pessoa nao estah aberta a negociacao, ela estah completamente dominada por sentimentos egoisticos… e por isso o odio gratuito EH PIOR QUE OS TRES PIORES PECADOS (transgressoes) da tradicao judaica, que popularmente sao chamados ‘pecados capitais’ no Judaismo: idolatria, adulterio e assassinato JUNTOS!!!!! (Yoma 9b).


 

PQ ESSA COMPARACAO TAO PESADA?
No Talmud, o tratado Gittin 55b-57b relata que o Primeiro Templo foi destruido por causa dos 3 pecados capitais, idolatria, adulterio e assassinato. Mas no tratado Yoma 9b, o Talmud nos diz que o Segundo Templo foi destruido por causa de odio gratuito (sinat chinan), e que este tipo de odio eh pior que os 3 pecados capitais combinados! Por isso o Templo nao foi reconstruido ateh hoje.

O odio gratuito comeca de uma forma silenciosa… comeca como “odio no coracao” e com o tempo se transforma em odio gratuito. 


 

ODIO NO CORACAO
Eh outro tipo de odio descrito na Torah, que vai contra a mitzvah de “v’ahavta le’reiacha kamocha’ (amar o proximo como a voce mesmo). 

Um exemplo deste tipo de odio pode ser visto na historia de Eisav e Yaakov. Eisav odiou Yaakov em seu coracao, silenciosamente, fingindo estar tudo bem… e esperando que seu pai, Isaac, morresse para entao se vingar.

O odio no coracao cresce como uma planta daninha, diariamente… ele corroi quem o sente assim como ferrugem corroi uma ferramenta de aço.

 

 

COMO LIDAR COM ODIO
Agora que conhecemos estes 3 tipos de odio, como lidar com eles?

 

A Torah nos explica como lidar e vencer o odio: converse com o inimigo, nao mantenha os sentimentos de amargura dentro de seu coracao. Confronte a pessoa que voce julga estar errada e que te provoca. 

 

Confrontar a pessoa trarah REALIDADE a situacao (muito do odio eh fruto de exageros imaginarios), voce saberah os motivos dela e ela saberah os seus. Talves quem te provoca pode se arrepender depois de ouvir sua versao da historia. Nos somente podemos atingir reconciliacao quando somos honestos. E mesmo que nao seja possivel, depois de uma discussao honesta, de se reconciliar, pelo menos sabemos que fizemos nossa parte.

 

Outras dicas sao:

- contemplar o futuro e como este odio pode afetar sua vida a longo prazo

 

- foque em seu desenvolvimento pessoal, quanto mais voce se desenvolve, mais o odio se torna inutil

 

- ajude outros, isso ajudarah a contemplar a grandiosidade de Hashem e o proposito que Ele tem para nossas vidas

 

- PERDOE. A redencao final soh virah quando nos perdoarmos uns aos outros.


- Abencoe o outro, pois nos abencoamos a nos mesmos quando abencoamos outras pessoas


DE ACORDO COM O RAMBAM, uma maneira de lidar e vencer o odio eh:

“Quando uma pessoa peca contra a outra, a pessoa atingida nao deve odiar em silencio. Assim como foi escrito sobre o perverso (Absalao): ‘E Absalao nao falou com Amnon nem bem e nem mal, embora Absalao odiasse Amnon.’ Em vez de fazer isso (permanecer em silencio), a pessoa que odeia deve falar “Por que voce fez isso e aqui contra mim? Por que voce peca contra mim desta e daquela maneira?” Assim como estah escrito, ‘Voce deve alertar o seu vizinho.” Se ele se arrepender e pedir perdao ao seu vizinho, seu vizinho deve perdoa-lo e nao agir de crueldade, como foi dito, ‘E Abraao orou para Deus…”

 

Todo mundo tem coragem de odiar, mas (quase)ninguem tem coragem de confrontar. Neste caso, a pessoa que odeia pode pedir ajudar ao seu lider espiritual (rabino, por exemplo) ou a um amigo que tenha experiencia em ser mediador entre pessoas que discordam. Com ajuda destas pessoas, que podem servir de ponte entre a pessoa que odeia e a pessoa odiada, a situacao tem mais chances de ser resolvida pacificamente.

 

 

Desejando um jejum significativo a todos,

Esther

Please reload

Posts Destacados

O Que é um Rabino? O Que é Semicha?

October 21, 2018

1/10
Please reload

Procure por Tags