© 2015 por Vida Pratica.  

O Edito Sirio e as Conversoes no Brasil

Voce jah ouviu falar do Edito sirio assinado na Argentina em 1935? Voce sabia que este Edito teve grande influencia na decisao de eliminar batei din de conversoes ortodoxas no Brasil? 

 

Entao... a historia da carta enviada injustamente ao casal Bennun me deixou mais do que injuriada. Tanta coisa para ser investigada nesta situacao... tanta coisa...

 

Realmente nao faz sentido na minha cabeca (e na cabeca de qqr judeu que tenha personalidade propria e senso critico) que os 9 rabinos que assinaram a carta, TODOS INDIVIDUOS RESPEITADOS NO PAIS, nao se deram ao trabalho de investigar as acusacoes...

 

Nao faz sentido... eles nao sao "rabinos de primeira viagem", ou seja, que ganharam uma semicha ontem e estao assumindo uma congragacao hoje... pelo contrario... o Sr. Google me diz e mostra fotos de rabinos influentes e com uma historia de vida religiosa e pessoal grandiosa, por assim dizer... entao por que eles agiram FORA do que eh esperado de rabinos de tamanha grandeza em uma situacao dessas????????

 

Nao faz sentido...

 

Meu primeiro instinto foi investigar e RECLAMAR, obviamente. Tenho uns 5 drafts (5 posts que estao no rascunho que comecei semana passada e estou enrolando ateh hoje p/ acaba-los) para postar no blog e por algum motivo nao consigo termina-los... eu comeco a escrever um... dai dou uma pausa... dai vem uma ideia p/ escrever outro... e outra pausa... o que NAO EH NORMAL... eu nao conseguia terminar nenhum destes posts... hmmmm... meu subconsciente dizia que algo nao estava certo... eu estava batendo na superficie da questao e nao no CENTRO do problema.

 

Devido a minha personalidade, meu negocio eh ir ao centro da questao. Nao ha segunda opcao pra mim. Nao ha plano B. Nao ha fingimento ou sorrisos educados. 

 

Lidar com superficialidade me irrita bastante, na verdade. Eu TENHO que ir ao centro da questao, saber a ESSENCIA de cada coisa... e meus 5 posts-rascunhos nao lidavam com essencia, mas com fatos superficiais...

 

Ok, entao mudei de rumo. Comecei a pesquisar a essencia desta carta enviada ao R. Bennun e esposa: quem sao os rabinos que a assinaram e pq rabinos considerados importantes em seu pais se preocupariam em enviar VIA E-MAIL (eu nem sabia que beit dins podiam enviar e-mails qdo decidissem alguma coisa, ateh onde eu ouvi dizer, tudo o que eh considerado importante eh tratado atraves de CARTA SELADA... mas enfim... coisas de seculo 21, talvez... ) uma carta que causou tanto transtorno na vida de CONVERTIDOS EM POTENCIAL? 

 

Pq tanto incomodo?

 

Pq convertidos em potencial causam tanto incomodo?

 

Pq conversao ortodoxa eh um tabu no Brasil?

 

POR QUE?

 

Tudo tem uma essencia e propriedades acidentais.

 

Por exemplo: um gato.

A criatura chamada gato eh a essencia.

A cor, raca, tamanho, personalidade, expectativa de vida do gato sao as propriedades (ou qualidades) acidentais.

 

A carta enviada ao casal Bennun eh uma PROPRIEDADE ACIDENTAL... nao eh a essencia... nao eh a uma razao... entao... QUAL A ESSENCIA DESSA CARTA?

 

E foi ai que dediquei meu domingo.

 

Nao queridas e queridos, nao se preocupem, eu nao tenho e nem preciso de informantes. Eu pesquiso tudo sozinha.

 

Para descobrir a ESSENCIA da carta enviada ao casal Bennun que destruiu as expectativas de centenas de individuos que estavam se aproximando do Judaismo, voce tem que conhecer o Edito Sirio. A partir dai, serah facil de entender meu proximo post que finalmente responderah de uma forma RACIONAL a pergunta que nao quer calar: pq nao ha beit din de gerut ortodoxa no Brasil e qual a relacao desta decisao com o casal  Bennun?

 

Ateh agora todas as desculpas dadas p/ explicar a falta de um beit din ortodoxo de gerut sao baseadas em propriedade acidental (politicas, preconceito, questoes financeiras, raciais, etc, etc, etc) e nao na essencia do assunto.

 

Agora vamos comecar a tocar no X da questao. 

 

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

O Edito

 

Em 1935, cinco rabinos sirios residentes na Argentina, sob lideranca do entao Grao-Rabino Sirio Jacob Kassim, assinaram 'o Edito' que eh um documento que possui tres propositos:

 

1. ameacar qualquer judeu sirio de ser excomungado da comunidade siria mundial, caso ele case com um nao-judeu ou um individuo que se converteu ao Judaismo

 

2. proibir a conversao ou aceitacao de qualquer convertidos ao Judaismo na comunidade siria a partir da data de emissao deste documento

 

3.  em 1946 o Edito foi re-editado e declara que os sirios que o desrespeitarem sejam proibidos de serem entererrados na area do cemiterio judaico que pertence a comunidade siria. 

 

 

Se assustou?Tem mais.

O Edito eh lido em TODAS as sinagogas sirias do mundo uma vez por ano, geralmente entre Rosh Hashana e Yom Kippur, que eh quando todo mundo (religioso ou nao-religioso) vai pra sinagoga.

 

Os rabinos que emitiram o Edito queriam construir uma barreira, um domo de ferro em torno da comunidade siria, e conseguiram. Este documento soh existe entre os sirios e nao eh bem visto pelas demais comunidades judaicas, sejam elas ashkenazim ou sefaraditas.

 

Em uma entrevista ao NY Times, o neto do autor do Edito que agora reside em NY resumiu a "nova versao" do Edito que foi assinada em 2006 por 225 rabinos e autoridades sirias:

 

“Never accept a convert or a child born of a convert,” Kassin told me by phone, summarizing the message. “Push them away with strong hands from our community. Why? Because we don’t want gentile characteristics.”

 

(TRADUCAO: "Nunca aceite um convertido ou o filho de um convertido," Kassin me disse ao telefone, resumindo a mensagem. "Empurre-os para longe de nossa comunidade com maos fortes. Por que? Por que nao queremos caracteristicas de nao-judeus em nosso meio.") 

 

Ha sirios que negam o rigor do Edito e dizem que "se o convertido eh sincero, serah bem vindo", MAS... nao eh o que eu tenho visto e ouvido. Gracas a Deus nunca tive experiencias com sirios pq sempre me manti longe deles, mas tenho 2 amigas gueyores (convertidas) que nunca tinham ouvido falar no Edito e acabaram entrando acidentalmente em sinagogas sirias no Shabbat, em Miami... 

 

A primeira, uma jovem solteira, assistiu todo o servico de Shabbat e no fim o rabino veio conversar com ela... no final da conversa ele a aconselhou docemente "se voce quiser continuar frequentando nossa comunidade, JAMAIS, em hipotese alguma deixe qqr pessoa aqui saber que vc eh convertida. Isso foi em 2008.

 

A segunda, uma senhora casada entrou acidentalmente em uma sinagoga siria junto com seu marido marroquino. Depois do servico religioso, o rabino veio conversar com o marido dela e ao ser informado que a sra. em questao era convertida, disse: "vc pode voltar aqui e rezar conosco, mas sua esposa nao pode entrar." Isso foi em 2014.

 

Minhas amigas ficaram traumatizadas. Eu nao tive coragem de explicar o Edito pra primeira, pq ela tava chorando e tals... soh falei "liga nao, judeus do oriente medio podem ter uma cultura diferente... procura outra sinagoga e seja feliz"....... mas pra segunda, que eh mais velha que eu, contei-lhe o Edito em detalhes huahauahaahuauaau sim, ela ficou injuriada.

 

E tem o caso de uma "ovelha desgarrada" que eu conheci aqui onde moro. Um senhor sirio que eh casado com uma convertida e fica vagando de sinagoga a sinagoga (sefaraditas ou ashkenazitas, ele nao se importa) que se orgulha do fato de ser sirio, mas NUNCA fala de sua familila. Nunca, nao importa o quanto perguntem (nem todo judeu sabe do Edito, entao eh natural que alguem pergunte 'seus pais ainda estao vivos?', 'vc tem contato com seus irmaos?' etc) ele nao responde. 

 

Entao p/ aqueles que dizem que o Edito nao eh tao serio... bom... avisem meus 3 amigos que a experiencia deles confirmam o rigor deste documento.

 

 

 

O que acontece qdo um sirio desobedece o Edito e casa com um(a) convertido(a)?

Ele(a) eh excomungado(a) da comunidade siria. 

Nao eh bemvindo ao visitar a familia, nao recebe ligacoes (mas se o sirio tiver uma familia muito compreensiva, pode ligar pra familia de vez em quando, mas eh desencorajado de visita-los), nao pode mais se entrosar na comunidade, eh proibido de entrar na sinagoga, ir a festas etc, etc, etc e qdo morrer serah enterrado fora da area do cemiterio que pertence a comunidade siria.

 

De 1935 pra cah alguns "rebeldes" apareceram e todos sofreram as represalias citadas acima. 

 

 

Sirios podem se casar com judeus-nao-sirios?

Sim. Se algum(a) judeu(ia) sirio(a) quiser se casar com um(a) judeu(ia) que nao seja sirio(a), tal judeu(ia)-nao-sirio(ia) terah sua arvore genealogica checada com todo rigor. Eles querem que o judeu prove que eh descendente de judeus ortodoxos por 3 ou 4 geracoes (antes da promulgacao do Edito), e exigem que um rabino ortodoxo assine um documento que afirma tal informacao. 

 

Mesmo se um judeu tiver como provar que descende de judeus nas ultimas 4 geracoes, mas houve casamentos em sua familia realizados por rabinos do movimento Liberal (Reformista/Conservador), os sirios nao aceitarao que tal judeu se case com um membro de sua comunidade.

 

E mesmo se uma mulher-siria venha a se casar com um convertido ao Judaismo ou um homem que nao eh judeu... seus filhos (judeus pela linha materna, que eh inquestionavel), serao proibidos de se casarem com sirios e nao serao aceitos como parte da comunidade... tipo... podem ateh morar perto e tals, mas serao tratados de uma maneira "diferente", entende? Serao 'os excluidos da comunidade'.

 

Isso traz grandes contendas entre familias... as vezes um casal formado por um pai sirio e uma mae convertida nao contam aos filhos o motivo pelo qual "mudaram p/ outro bairro" e nao se misturam a comunidade siria... dai a crianca cresce e descobre sozinha sobre o Edito... eh bem triste qdo isso acontece.

 

Ateh eu evito falar no assunto... tenho uma amiga cujo pai eh sirio e a mae eh guer... e minha amiga diz com todo orgulho que eh "siria", que ela tem orgulho da historia da comunidade siria... enfim... ou ouco e nao falo nada, absolutamente nada... pq eu destruiria o sorriso da garota? Um dia ela descobrirah por si mesma.

 

 

 

Rabino Ovadia Yossef z"l e os Sirios

Houve um caso especifico em NY que vale a pena ser comentado: um homem sirio se casou com uma convertida e tiveram uma filha. (o artigo nao entra em detalhes, mas dah a entender que a conversao da esposa foi Liberal, pois a filha sentiu a necessidade de futuramente fazer uma conversao ortodoxa)

 

A filha foi criada como judia, mas sempre destratada como "vc nao eh judia" pelos sirios.

 

A filha cresceu, conheceu um rapaz sirio, e decidiram se casar. Qual a ideia mais sensata que passou pela cabeca dos jovens enamorados? Sim, eles concluiram que se a moca passasse por uma conversao ortodoxa super rigida e feita diretamente pelo entao Grao-Rabino Sefaradita de Israel, Rabino Ovadia Yosef z"l, nao haveria como a comunidade siria recusar o casamento. E foi isso o que fizeram. A jovem mudou-se para Israel e iniciou seu processo de gerut.

 

Mas no final, nao adiantou porque qdo a jovem voltou de Israel para NY, os sirios recusaram sua conversao.

 

Qdo o R. Ovadia Yossef z"l ouviu isso, ficou mais que irado (diz-se que ele tinha um temperamento muito forte) e foi a NY na sinagoga siria Shaare Zion  esclarecer o assunto.

 

Nao adiantou. 

 

Segundo um dos rabinos sirio entrevistados pelo New York Times em 2007 (que pediu total anonimato), o motivo da recusa de uma converao feita pelo proprio R. Ovadia Yossef z"l foi: "We felt it was necessary,” the rabbi explained. “If we let our kids marry gentiles, they’ll try to slip their kids back into the community via conversion. And then the Edict will lack teeth.” ( TRADUCAO: "Sentimos que foi necessario," o rabino explica. "Se deixarmos nossos filhos casarem-se com gentios, eles tentarao colocar seus filhos dentro da comunidade via conversao. Dai o Edito perderah o poder de persuasão.")

 

Rabino Ovadia Yossef z"l, voltou para Israel mais do que irado com os sirios e reclamou deles aos 4 ventos.

 

O caso entao se tornou publico e gerou pressao de todos os lados sobre a comunidade siria, jah que os sirios sempre pregaram que o R. Ovadia Yossef, z"l, era o maior talmudista que conheciam, entao... como eles tiveram a coragem de negar-lhe sua conversao???? A pressao foi tanta, que um grupo de rabinos sirios se reuniram em New Jersey e decidiram aceitar a conversao da jovem que causou todo este debate.

 

Mas nao pense que a aceitaram por 'motivos santos'... na verdade eles concluiram que o fato de aceita-la faria com que outros convertidos desistissem de entrar na comunidade siria porque... quantos convertidos no mundo podem esperar que um Grao-Rabino de Israel venha brigar pessoalmente por eles?

 

E assim, ela foi aceita e se casou com o seu amado, Rabino Ovadia Yossef z"l fez as pazes com a comunidade siria e tudo ficou bem.

 

Eu nao tenho ideia de como eh a vida desta jovem hoje.

 

 

 

A Outra Regra

Ha uma ooooutra regra na comunidade siria que nao eh oficial como o Edito, mas eh bem valida: 'Nao Fale Muito Com Gente De Fora'.

 

'Gente De Fora' inclui judeus nao-sirios e nao-judeus.

 

Falar do que acontece na comunidade siria eh quase um crime, na verdade. O que acontece lah, fica lah dentro.

 

 

Curiosidade

E como todos os sefaraditas(mizrahi), eles tem um medo lascado de olho gordo e afins (sefas que receberam influencia de populacoes arabes, como os sirios por exemplo, sao muito, mas MUITO supersticiosos... acredite... diga-lhes que algo eh contra a Torah que um deles pode te responder "E dai?" mas diga-lhe que vai lhe jogar uma maldicao e um baita dum olho-gordo que eles tremem na base).

 

 

O Artigo

Ninguem falava muito de sirios ateh a publicacao deste artigo do NY Times em 2007. Depois que este artigo veio a tona, muitos sirios sairam do silencio para defender suas comunidades e dizer que o artigo tinha exagerado alguns fatos, mas mesmo assim, ninguem ficou chocado com a informacao contida. Ei-lo:

http://www.nytimes.com/2007/10/14/magazine/14syrians-t.html?_r=0

 

E aqui uma das varias discussoes sobre a validade deste artigo, pra te dar uma ideia de como o Edito eh interpretado pela comunidade siria: 

http://www.vosizneias.com/12203/2007/10/14/brooklyn-ny-empire-of-syrian-jews-and/

 

Ha outros artigos e discussoes na net, mas esse foi o mais explosivo pq realmente falou mais do que a comunidade estava preparada para ler.

 

 

E por hoje eh isso.

 

Vou deixar vc digerir a informacao do Edito, pois ele estah conectado a essencia do 'pq nao ha beit din de gerut ortodoxa no Brasil?'.

 

 

Kol tuv,

Esther

Please reload

Posts Destacados

O Que é um Rabino? O Que é Semicha?

October 21, 2018

1/10
Please reload

Procure por Tags