© 2015 por Vida Pratica.  

Judaismo eh soh para os jovens?

Ano passado completei 40 anos e obviamente comecei a observar e a pensar em coisas... diferentes, digamos assim. Judaismo eh soh para os jovens? O que ortodoxas idosas pensam? Tziniut muda depois de uma certa idade? O que acontece qdo um judeu tem alzheimer e esquece todas as mitzvot que aprendeu durante a vida? Ha leniencias se um idoso de 90 anos quebrar o Shabbat? As regras mudam entre jovens e idosos? O que acontece qdo uma judia tem 10 filhos, fica viuva e eh deixada sozinha pelos filhos e milhoes de netos? Se um idoso nao consegue fazer uma sukkah, ele fica isento da mitzvah? E  Como eh que um casal de idosos conseguem cumprir feriados de 3 dias???????????????????????????????????????????????????????????? 

 

Este post nao traz nenhuma resposta. Soh duvidas, frustracoes e tvz alguns risos... mas serao poucos pq eh um post depressivo huahauahau Serio. Na MINHA IGNORANCIA, pq sou 100% ignorante no assunto, eu acho que envelhecer no Judaismo eh se cercar de heterim (permissoes rabinicas para "quebrar" mitzvot em casos especiais)... pois nao consigo ver uma pessoa idosa cumprindo tudo que uma pessoa jovem cumpre. O ritmo judaico religioso exige muita energia... como eh que uma sra. idosa que mora sozinha ou com o marido consegue fazer a limpeza de Pessach??????? 

 

Como disse, nao trago respostas. Soh duvidas e pensamentos aleatorios.

 

De Outubro ateh agora nao encontrei nenhum pensamento sobre o que muda na vida de uma mulher judia religiosa apos os 40 anos. Bom... na verdade eu leio umas reclamacoes comicas no Olam (caderno feminino) do Jewish Press, feitos por algumas senhoras religiosas que gostam de expressar suas frustracoes de maneira engracada e ao mesmo tempo inspiradora... mas... elas estao escrevendo para o PUBLICO... entao eh obvio que nao vao abrir o coracao ou expressar seus conflitos mais profundos... e eh obvio que jah que estao escrevendo para um jornal judaico, trarao SEMPRE palavras inspiradoras no final de cada artigo que escrevem.

 

Judias religiosas na minha idade jah se tornaram avos, pra falar a verdade. Em vez de estarem blogando, elas estao ajudando as filhas a cuidarem dos netos. Mas com ou sem filhos... com ou sem netos... o que acontece com uma mulher religiosa quando ela passa dos 40 anos de idade?

 

Ela se torna invisivel?

 

Ela tem crise de meia idade? Ela ainda se considera uma mulher ou aceitou se transformar numa "maquina que eh somente vista como parte do lar"?... tipo... vejo essa reclamacao as vezes... algumas colegas estao se esquecendo que sao mulheres... se tornaram robos que harmonizam o lar, cuidam do marido, filhos e nas horas vagas, vigiam os netos.................................. well... eh um papo tenso ateh pra mim... e acredite, esse nao eh um mal que atinge algumas ortodoxas... eh um mal que atinge mulheres nao-judias tbm... de mulheres se transformam em "parte do lar"... e perdem sua identidade... tenso, nao?

 

Relacionamentos... ok, vamos falar disso. Um tsunami de divorcios tem assolado o lado ortodoxo do Judaismo, acreditem... e a maioria deles tem sido iniciado pelas mulheres. Ok, ok, serei honesta: nao sao soh mulheres judias, mas mulheres nao-judias tbm tem tomado a iniciativa na maioria de pedidos de divorcios. E grande parte destes pedidos de divorcio vem de sras. de 40, 50 e ateh mesmo 60 anos!!!

 

Mulherio estah se revoltando huahaahuauauauauo homens, cuidado! huahauaua Maridos, saibam que um presente custa infinitamente mais barato que um advogado!!!! Uma consulta de terapia de casal tbm nao se compara ao preco de pensao... entao... maridos... invistam mais na qualidade do relacionamento pq... sabe como eh... advogados nao terao a minima doh de sua carteira. Melhor investir no casamento. To certa... ou to errada? (falo enquanto balanco meu relogio)

 

Ok, voltando a realidade: essas crises todas NAO acontecem soh com ortodoxas... acontecem com MULHERES EM GERAL, independente de etnia, pais de origem, idioma... judias sofrem da mesma forma que nao-judias sofrem (homens tbm, mas meu post eh mais voltado pra crise feminina, ok?)... 

 

Estranho, nao? Pra mim, pelo menos, soa estranho... eu sempre pensei que eram os homens que pediam divorcio primeiro... bom... mas assim eh o mundo... mulherio pedindo divorcio a 1000 por hora.

 

Tirando o divorcio... ai vem a saude... como uma mulher religiosa encara problemas de saude? Afinal de contas, ela foi religiosa a vida toda, cumpriu mitzvot mais que qualquer mortal na face da Terra... e ai... ela descobre que tah doente... imagino se isso abala a feh da mulher judia religiosa de meia idade. Sorry amigas e amigos do blog, eu nao tenho respostas para estas perguntas.

 

E eh obvio que se perguntarmos a uma judia religiosa, ela nos darah um sermao de esperanca e feh... mas... eu me pergunto... lah no fundo do fundo, fundo do coracao dela... como uma judia religiosa de meia idade se sente qdo a saude lhe falta?

 

Como isso aqui eh um blog, nao tenho respostas.

 

Agora... qdo eu tava no curso de conversao, lembro que ria muito com aulas do meu prof. de halacha, Rabino Weiden, pq ele tinha um senso de humor seco e as vezes, sarcastico. Ele nao fazia piadas para ser engracado, era o jeito dele de encarar a vida... sei lah... eu soh sei que eu ria muito com os exemplos que ele dava. Uma vez... durante uma aula de brachot (bencaos) antes e apos alimentos, ele comecou a falar "o que acontece se uma pessoa esquecer que disse que o birkat hamazon?"

 

Eu ri. Pra mim aquela pergunta fazia parte do repertorio de piadas secas.

 

Ok, ok, hoje em dia eu entendo que nao devia ter rido. Mas ri. E muito. Soou engracado, fazer o que? Mas tenha doh, naquela epoca, 11 anos atras... caracas... me levava meia hora pra ler o birkat hamazon em hebraico, como eh que eu ia imaginar a possibilidade que alguem iria esquecer se o recitou ou nao? 

 

Ai pra piorar ele continuou fazendo perguntas do tipo "o que acontece se a pessoa disse uma bracha numa fruta e esqueceu?", "e se a pessoa estiver rezando a amida (uma reza composta de varias bencaos), parar por um momento e esquecer quais as bencaos jah fez, ela tem que reiniciar as 18 bencaos ou ela abandona a reza de vez?"

 

Pra mim, soou engracado. Era irreal pensar em alguem que esqueceu de rezar a amida, no meio da amida, enquanto segurava o sidur em maos. 

 

Soou engracado porque eu era ignorante sobre o que significa viver uma vida ortodoxa na velhice.

 

Minha ignorancia neste assunto durou ateh eu ler o final do livro All For The Boss (http://www.feldheim.com/all-for-the-boss.html). Vou dar spoiler: o livro eh uma historia real, narrada pela filha do rabino que eh o protagonista da maioria das historias... esse rabino foi tipo o primeiro ultra-ortodoxo a viver nos EUA, digamos assim... eh um livro bem meigo, inocente, ela conta sobre a vida dos pais dela, dos irmaos, casamento, filhos... ai chega na velhice do pai dela, o rabino... este rabino viveu uma vida tao santa que mesmo se eu reencarnasse 100 vezes, nao chegaria nem perto... o homem era um santo na face da Terra... desde a infancia ateh a velhice... mas ai... qdo ele envelheceu... ele perdeu a memoria.

 

Ele nao sabia mais de nada. Esqueceu todos os dvar Torah (ensinamentos da Torah) que falou na vida... ficou um homem sem memorias...

 

Ai eu pensei: "caracas, mano... pow... o homem faz tudo... faz ateh milagre... e no final... ele esquece... e se torna um idoso sem memorias... esqueceu de tudo o que fez... pq isso aconteceu com ele?"

 

Confesso que fiquei indignada com o destino dele. Ai lembrei da aula do R. Weiden... sobre uma pessoa que esqueceu se disse o birkat hamazon ou nao... depois com o tempo me acalmei e pensei que o que valia mesmo foram as vidas que ele salvou, independente se ele lembrava ou nao. Mas mesmo assim... pow... sei lah... no fundo do meu coracao tem um ponto que ainda nao aceita o final da historia de vida dele.

 

Ai uma vez fui passar o Shabbat em um certo bairro e tive que dormir na casa de uma sra. ortodoxa idosa (o seminario nos enviava para passarmos Shabbat com familias diferentes)... eu nao sei a idade dela, mas era bem idosa... e morava sozinha. Eu nao gosto de fazer perguntas da vida pessoal das pessoas, eh minha natureza... mas ao ve-la tao sozinha eu me atrevi a perguntar "Seus filhos moram perto?" ........ ela sorriu, disse que tinha 9 filhos e que todos moravam em outros bairros, ai ela completou (ela leu as entrelinhas da minha pergunta) dizendo que ela gostava muito quando o seminario enviava uma garota para dormir na casa dela, pq ela tinha companhia, disse que passava os dias fazendo mitzvot e que raramente recebia uma visita... e no final do Shabbat, ela me pediu para assinar um caderno que toooooooodas as garotas que jah tinham dormido lah tinham que assinar... como recordacao.... eu assinei... e vi que havia paginas e mais paginas de assinaturas.......................................... na hora pensei (vou ser candida agora) "mas que diacho que adianta ter 9 filhos se os 9 abandonam a mae assim? aff..."  Sorri e assinei o caderno. Ela sorriu. Nunca mais nos encontramos.  

 

Enfim... o tempo passou... eu tinha ateh esquecido o livro All For the Boss... mas dai, BOOOOOOMMMM eu leio em um jornal judaico, nao sei se foi o Arutz Sheva ou o Ynet sobre judeus religiosos idosos cujos filhos os deixam em hospitais quando chegam feriados judaicos e os retiram dali quando o feriado termina............................................. pq os filhos fazem isso? Pq eles dizem que jah tem muito trabalho durante os feriados, lidando com as criancas e tals... ai lidar com os pais idosos e doentes soh acrescenta no trabalho... entao eh "melhor" deixar os pais logo num hospital.

 

E alguns destes pais idosos, pq sofrem de demencia ou alzheimer, nem sabem que foram abandonados em um hospital... incrivel, nao? Alguns nem se lembram de quem sao seus fihos, pra falar a verdade.

 

O Judaismo, ou melhor, a vida judaica... ela eh somente para os jovens?

 

"Ai, mas eu conheco uma sra. judia de 97 anos que estava muito lucida e fez mitzvot ateh o ultimo momento!"

 

Baruch Hashem, crianca... Baruch Hashem... quisera todos nos terminassemos nossa jornada na Terra assim. 

 

Mas as vezes... a vida toma um rumo diferente. Aqui em Montreal conheci uma sra. ortodoxa idosa e viuva cujos trocentos filhos vivem uma vida feliz.... longe dela. Ha muitas outras... a diferenca eh que fiz lacos de amizade somente com essa.

 

O Judaismo eh somente para os jovens?

 

O que acontece com os idosos ortodoxos cujo destino nao eh tao belo quanto gostariamos que fosse? 

 

Bom... nao tenho respostas.

 

A idade me tornou mais tolerante para lidar com meus desafetos pq logo imagino como serah a velhice deles. Na maioria dos casos... acredite... eu tenho doh do que lhes aguarda. Entao decido ficar na minha.

 

Qto a tziniut, uma vez eu li um post duma blogueira ortodoxa americana de 40 e poucos anos dizendo que as leis de tziniut deveriam ficar mais "light" depois que a gente faz 40, pq... venhamos e convenhamos... uma coisa eh uma garota de 25 anos andar por ai com uma saia acima do joelho, outra coisa eh uma sra. de 45 deixar uns poucos centimetros de joelho a mostra huahuahauahauahua no final, todas nos, mulheres que tavam acompanhando aquele post, concordamos com a blogueira... pra que tanta tziniut depois dos 40? Ai chegou um rapaz e estragou nossa festa. Ele escreveu (huahuahaua) que pra um homem de 70 anos, mulheres de 40 sao jovenzinhas, entao... nos deveriamos continuar nos vestindo com tziniut. Foi engracado. E concordamos que pelo bem da nacao, nossas saias continuarao cobrindo os joelhos e nossos cotovelos ficarao escondidos de toda a humanidade huahuahuaahuahauau

 

Mas mesmo assim, a coisa que eu mais quero na vida eh completar 65 anos!!!!! Ah... como serah feliz aquele dia!!!! Pq? Pq serah o dia que eu jogarei o bom senso pela janela e me tornarei uma das musas do blog Advanced Style (http://www.advanced.style/) HUAHAUAHUAHAUAHUAAU To nem ai, vou fazer isso mesmo. Aguardem e confiem, criancas, aguardem e confiem!!!! 

 

Sras. do blog Advanced Style, to nem ai, serei assim qdo completar 65 anos

 

Ok, ok, parem de chorar, serei uma Advanced Style lady que cobre os joelhos e cotovelos, tah bom? Mas mesmo assim... soh vou usar roupa exotica. Meu marido ri qdo falo isso. Deixa ele rir... vai rindo... vai rindo...

 

Eu acredito que dos 40 ateh os 65 anos ainda devemos prestar contas a sociedade na maneira que nos vestimos e tals... mas depois dos 65 anos, quem liga? 

 

Eu nao penso muito no meu futuro, mas eu SEI, assim como 2 + 2 sao 4 que eu vou desbandar no meu lado fashion-elegante-exotico qdo atingir a terceira idade e vou me divertir muito!!!! Jah tenho tudo programado: qdo completar 65 vou ser "elegante-exotica", quanto eu fizer 70 serei soh exotica, qdo fizer 80 soh vou usar cores cheguei, serei tipo a exotica-cheguei e qdo fizer 85.... ah.... qdo eu fizer 85... quem viver vera!!!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK o Ceu eh o limite, criancas!!! Iris Apfel parece uma sra. timida perto do que me tornarei qdo completar 85 anos de idade huahauahauhauaua

 

 

 A lenda, fashion diva, genial, unica e sagrada, Iris Apfel

 

Bom... ateh lah... continuarei me vestindo de uma maneira discreta, nao se preocupem... vcs tem mais 25 anos para aproveitar do meu look "ortodoxa-fashion-discreta" haha

 

Mas eh por ai... qdo pensamos em velhice na ortodoxia, as vezes a vida nos mostra coisas que contradizem nossos sonhos e ideais... idealmente todos os idosos ortodoxos seriam idolatrados por seus descendentes e teriam um porvir feliz entre parentes e filhos (o que acontece em inumeras familias, nao se preocupem)... mas as vezes... as vezes o destino decide ir por caminhos mais obscuros... eh impossivel prever o que virah. 

 

No momento, como nao tenho respostas de nada pois ainda estou no inicio da minha "meia-idade", continuarei somente a observar e aprender como eh o envelhecer na vida religiosa judaica... se eu descobrir alguma coisa durante essa jornada, conto pra vcs.

 

Kol tov,

Esther

 

 

 

Tags:

Please reload

Posts Destacados

O Que é um Rabino? O Que é Semicha?

October 21, 2018

1/10
Please reload

Procure por Tags