© 2015 por Vida Pratica.  

Ela Nao Cobre Mais Os Cabelos

 

Entao voce vai no supermercado comprar umas batatas, pega seu carrinho de compras e PAH! Dah de cara com uma conhecida que nao estah cobrindo os cabelos! 

 

Well, well, well... jah aconteceu comigo. Tanto eu quanto ela dissemos um "Oi" rapido. Ela se foi em passos apressados e eu entrei no mercado sem olhar pra tras.

 

Como reagir? Pra mim, a melhor reacao e nao mostrar reacao alguma.

 

 

Nao entendeu?

Em resumo, na ortodoxia, mulheres cobrem os cabelos quando se casam.

Este post eh sobre mulheres que assumiram esta mitzva de cobrir os cabelos quando se casaram, e por anos os cobriram com sheitel (peruca) ou tichel (lencos) ateh que um belo dia, decidiram descobrir os cabelos. 

 

Na ortodoxia moderna, mulheres tem a liberdade de optar se querem ou nao cobrir os cabelos apos o casamento. Nao ha ortodoxia moderna no Brasil. 

 

 

Ai Esther, mas eu conheco uma judia ortodoxa que...

Colega, este post, REPITO, eh sobre "mulheres que assumiram esta mitzva de cobrir os cabelos quando se casaram, e por anos os cobriram com sheitel (peruca) ou tichel (lencos) ateh que um belo dia, decidiram descobrir os cabelos."

 

 

Ok... entao voltando ao assunto... entao ela descobriu os cabelos.

Pois eh. Vou ser honesta e sem frescuras: eh um choque quando vemos, pela primeira vez, os cabelos que outrora estiveram cobertos por tantos anos. Todo mundo fala a respeito "Voce viu fulana?", "Eh o cabelo dela ou uma peruca muito realista", "Gente! Encontrei fulana no mercado, vc nao sabe o que eu vi!!!", "Serah que ela divorciou?", "Parou de ser ortodoxa? Virou OTD? Virou off the derech?"  etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc.

 

obs: OTD eh a sigla para 'off the derech', que eh a giria americana para identificar judeus que largaram a ortodoxia e se tornaram seculares.

 

As especulacoes sao infinitas. E essas mulheres que descobriram os cabelos sabem disso. Todo mundo fala e vai falar a respeito por muito, muito tempo...

 

Isso obriga a mulher que descobriu os cabelos a sempre se justificar... sempre se explicar... as vezes elas cansam e decidem manter silencio, pois sabem que mesmo que sua justificativa seja excelente, jamais saciarah o senso de julgamento alheio... 

 

Frente aos olhares de espanto, reprovacao ou simplesmente olhares que dizem "eu jah sabia, vc nunca foi tudo isso mesmo", algumas destas mulheres decidem cobrir parcialmente os cabelos (usando um chapeu para cobrir o topo da cabeca, mas deixar os cabelos da orelha pra baixo a mostra) ou pegam o atalho mais polemico: cobrem os cabelos com peruca (ou tichel) soh quando vao a algum evento religioso, e descobrem quando estao na rua...

 

Nao sei se elas sabem, mas... fazer isso causa muito mais comentarios do que causaria se elas descobrissem os cabelos de vez ou o cobrissem parcialmente.

 

 

Minhas Colegas

Eu tenho duas colegas que descobriram.

 

A primeira, decidiu descobrir totalmente e lidem com isso. O mundo entrou em polvorosa, acreditem. E ela nao liga. O lema dela eh " A vida eh minha e lidem com isso."

 

A segunda, descobre nos dias da semana, cobre parcialmente quando visita uma sinagoga ortodoxa moderna e cobre com peruca quando vai a um evento onde a nata da comunidade ortodoxa vai estar... 

 

 

Motivos

Mas por que algumas ortodoxas decidem descobrir os cabelos??????????????

 

Os motivos sao varios: 

 

1. Doenca

Algumas mulheres desenvolvem uma sensibilidade enorme no couro cabeludo e qualquer pressao ou peso colocado sobre a cabeca causa dores de cabeca constantes, enxaquecas ou episodios de dores lancinantes.

 

Para quem nao estah familiarizado com assunto, parece "frescura", mas nao eh.

 

Mulheres que possuem essa sensibilidade em seu couro cabeludo nao conseguem nem ao menos usar um bone... um guardanapo sobre cabeca jah incomoda... 

 

Pessoalmente eu conheco uma senhora que tem este problema, mas como eh hassidica e casada com um rabino, ela simplesmente nao sai de casa. E quando sai, com cabelos cobertos, ela sofre. Ela me disse que primeiro, a dor comeca fraca... e vai aumentando, ateh chegar ao ponto dela ter que ser levada para casa, dependendo da quantidade de horas que estiver usando sua peruca (embora eu ame perucas, saibam que elas fazem pressao na cabeca). Esta senhora diz que quando os filhos estao em casa, ela cobre os cabelos com um lenco, e "soh" sente dor de cabeca constante... 

 

Nos ultimos anos nao houve um unico dia em que ela nao teve uma dor de cabeca. 

 

Essa condicao de sentir dores de cabeca devido a pressao no couro cabeludo eh muito rara. Mas... pode acontecer com qualquer um.

 

Mulheres ortodoxas que sao portadoras desta condicao, geralmente optam por descobrir os cabelos e encarar as consequencias.

 

Voce pode ler detalhes sobre este problema aqui: 

https://www.ou.org/life/inspiration/headaches-and-head-coverings/

 

 

2. Simplesmente nao se sentem bem cobrindo as madeixas

Pois eh... algumas mulheres, mesmo tendo nascido e sido criadas nos meios mais ortodoxos, nunca expressaram qualquer desejo de cobrir seus cabelos. Elas cobrem assim que se casam devido a pressao da familia e da comunidade, mas... no fundo... elas detestam esta mitzva.

 

Entao um belo dia, seja lah por qual motivo, elas simplesmente descobrem os cabelos e encaram as consequencias. 

 

Ha muitas historias de judias que decidiram descobrir os cabelos na internet, eu escolhi essa, de uma jovem senhora do Brooklyn, Nova York: http://www.tabletmag.com/jewish-life-and-religion/151283/no-more-sheitel

 

 

3. Divorcio

Na ortodoxia, a regra eh seguir adiante e nunca voltar a um estado anterior.

 

Entao... se a mulher se casa, ela passa a cobrir os cabelos... e se ela se divorcia... ela nao volta ao estado anterior. Sim, ela continua com os cabelos cobertos mesmo divorciada.

 

Porem... alguns divorcios sao traumaticos demais... e a mulher se sente tao injusticada e desapontada com tudo que nao suporta mais ver seus cabelos cobertos, pois a cobertura irah lembra-la do ex-marido. Entao... ela descobre e encara as consequencias.

 

 

4. Traumas

Ai, ai... violencia domestica... agunot (mulheres que nao recebem carta de divorcio religioso e mesmo que recebam o divorcio civil, elas estao religiosamente "acorrentadas" aos seus ex-maridos)... adulterio... problemas nivel hardcore, digamos assim, podem levar algumas mulheres a descobrirem seus cabelos devido a frustracao, abandono e tristeza que sentem.

 

 

 

Consequencias

Ah............ as consequencias..... sim... elas existem... e elas nao passam a mao na cabeca de ninguem. Vamos a elas:

 

Tudo depende do grupo judaico e da comunidade (bairro judaico) que a mulher mora. 

 

Quanto mais tradicional o grupo judaico e a comunidade, mais consequencias negativas a mulher que descobriu os cabelos sofrerah. 

 

Em algumas comunidades haredi (por 'haredi' me refiro ao paraiso satmar de Kiryat Joel, ao bairro de Meah Shearim em Jerusalem, a Ramat Beit Shemesh Beit/Gimel/Dalet, este estilo de haredim), sejam hassidicas ou nao, esta mulher e sua familia terao que se mudar para outro bairro. Sorry, eh assim mesmo. E dependendo da comunidade, se eles se recusarem... well........................ acho que brasileiros nao estao preparados pra lidar com a 'deep web' de algumas comunidades, certo? Um dia eu conto hehehehe

 

Em comunidades haredi mais moderadas (Har Nof em Jerusalem, por exemplo, entre outras comunidades espalhadas mundo afora) eu nao sei o que exatamente iria acontecer... acho que tal mulher somente sentiria a pressao dos amigos e familiares... well... os filhos seriam expulsos das escolas, provavelmente... mas alem disso, nao acho que nada de mais grave aconteceria.... tipo... nao acho que ela e seus familiares sofreriam agressao fisica. Bom... eu acho que ninguem daquela comunidade concordaria em deixar que um de seus filhos se casasse com os filhos da "mulher que parou de cobrir os cabelos". 

 

Em comunidades ortodoxas que NAO sao haredi (comunidades yeshivish ou sionistas) a mulher levaria muitos olhares inquisidores, receberia perguntas, dependendo da escola (pois algumas escolas religiosas tem diretores fenomenais que fazem de tudo pela educacao da crianca, em vez de prejudica-la por causa de aspectos da vida pessoal dos pais) os filhos seriam expulsos... algumas amigas poderiam cortar a amizade... filhos em idade de casamento teriam mais dificuldade de encontrar um shiduch (iniciar um relacionamento que visa o casamento) com jovens do mesmo "status" religioso... 

 

Em comunidades (bairros judaicos) mais mente aberta, onde encontramos judeus dos mais diversos segmentos, as consequencias serao mais leves... basicamente, o povo soh iria olhar curioso, alguns poderiam perguntar o motivo, outros manteriam sua curiosidade em silencio, um pouco de lashon hara aqui e ali... mas no geral, com o tempo, ninguem se importaria mais. Marido e filhos poderiam (ou nao) perder um ou outro colega, mas ganhariam outros... e a vida seguiria adiante.  

 

 

Exemplo pratico: Na MINHA comunidade

Minha comunidade eh super relax. Aqui temos judeus dos mais diversos backgrounds... religiosos, mais ou menos religiosos, seculares, ateus... soh aqui no meu bairro, somos 5000 (ha aprox. 90 mil judeus em  Montreal, e aprox. 350 mil no Canada)... entao nao acho que ninguem entraria em prantos se um dia eu deixasse minhas madeixas ao vento.

 

Eh certo que o povo falaria por um curto periodo de tempo a respeito, me perguntariam se ainda acredito em Deus, especulariam sobre meus motivos, perguntariam ao meu marido se estah tudo bem, alguns ateh fariam um lashon hara basico... mas depois cansariam e seguiriam suas vidas. 

 

Mas em outras comunidades judaicas daqui em Montreal os resultados de uma suposta aventura capilar podem trazer consequencias bem mais serias... ha de tudo aqui... dos hassidim que vivem perto da floresta (ha uma comunidade hassidica a mais ou menos 1 hora de Montreal cujo rebe decidiu que deveriam se mudar para longe de tudo e todos), as comunidades hassidicas que vivem dentro de Montreal (ha duas bem grandinhas)... a comunidade yeshivish... a dos litaim... a dos ortodoxos modernos... cada uma destas comunidades responderia de uma forma diferente. 

 

 

Uma Historia Triste

Eu conheci uma senhora idosa logo que cheguei a Montreal. Ela morava em uma comunidade yeshivish... estava tinha uns 70 anos... era religiosa... familia ortodoxa (pais, sogros, marido, filhos... a parentela toda), porem... quando ela tinha 40 e poucos anos, decidiu descobrir os cabelos. Disse ao marido que nao suportava mais, que nao se sentia bem. O marido disse que ela deveria fazer o que seu coracao mandasse. E ela descobriu os cabelos.

 

Resultado? Ninguem nunca mais comeu na casa dela (na comunidade judaica, convidamos uns aos outros para refeicoes de Shabbat e feriados). Ninguem. 

 

Isso doeu. Mas ela guardou a magoa, mas nunca voltou atras. 

 

Quando ela me contou a historia, eu lhe perguntei porque ela nao tinha se mudado pra outro bairro,  ou para uma comunidade mais moderna... ela disse que aquele era o lugar dela. E sofreu pelo resto da vida.

 

 

Aff.... que baixo astral... qual a moral desse post?

Nao ha moral, colegas. Soh acho que ninguem fala dessas coisas em lingua portuguesa. Soh isso. Isso aqui eh um blog, nao um curso do bom viver... entao tire suas proprias conclusoes.  

 

Se estas mulheres sao mais felizes hoje do que eram? Sim. Elas sao. Pois a mitzva de cobrir os cabelos, quando feita com sentimentos positivos, traz alegria a alma, mas quando com sentimentos negativos, se torna insuportavel.

 

Na verdade qualquer mitzva ou ato prazeroso, quando feito sob clima de opressao, com coracao amargurado ou sentimento de obrigacao, se torna insuportavel.  

 

C'est la vie.

Please reload

Posts Destacados

Dízimo no Judaísmo: Obrigação de Quem?

February 28, 2020

1/10
Please reload

Procure por Tags