Avaliação Psicológica Para Conversão ao Judaísmo



Avaliacoes psicologicas para candidatos a conversao ao Judaismo comecaram a ser usadas timidamente por alguns beit dins da RCA anos atras e hoje em dia, a popularidade deste procedimento tem crescido bastante nos Estados Unidos.


RCA = Rabbinical Council of America, que eh o orgao que regulariza e representa a Ortodoxia Moderna. Nao ha beit din ortodoxo moderno no Brasil, fiquem atentos a fraudes.


Voltando ao assunto, o teste psicologico tem sido visto como uma necessidade por varios batei din de conversao. Uma simples olhada nas varias comunidades de Facebook feitas sobre Judaismo, porem feitas e mantidas por nao-judeus, nos dah um pequeno insight sobre o estado mental de muitas pessoas que afirmam querer uma conversao.


Eu nao estou brincando e muito menos usando de sarcasmo. Este eh um tema serio, entao manterei seriedade.


A RCA exige dois testes psicologicos, um escrito e um com a consulta a um psicologo indicado pelo beit din.


Testes psicologicos ESCRITOS sao comuns em entrevistas de emprego tambem. Grandes empresas sempre os administram, eh um procedimento padrao.



O Bom, O Mal e O Feio... dos Testes

Eu nao curto a ideia de testes escritos porque... well... qualquer pessoa acostumada a mentir, certamente escreverah o que lhe convem em vez de escrever a verdade em como lidaria com certas situacoes.


Por exemplo: "voce jah roubou algum objeto do escritorio onde voce trabalhou?" quem teria coragem de responder: "Sim, varias canetas... coisa pequena, sabe? Roubei, mas nao foi nada grave" Well... ninguem responderia isso. E mesmo que responda, a pessoa escreveria tantas justificativas (nos, brasileiros, somos mestres nessa arte, certo?) que o examinador ateh daria uma caixa de canetas de presente para o entrevistado.



O Bom...

Continuando, entao o bom de avaliacoes psicologicas ORAIS, ou seja, com uma consulta a um psicologo eh que tal psicologo pode indicar possiveis tratamentos para o paciente, o que lhe ajudarah a viver uma vida judaica mais saudavel a LONGO PRAZO ou ateh mesmo fazer com que o candidato pondere se as pressoes, limitacoes e exigencias de uma vida judaica sao mesmo o que ele quer A LONGO PRAZO.


Agindo assim, o candidato que necessita de ajuda psicologica prolongada, farah um tratamento ANTES de se converter e os que nao precisam, continuarao no processo.


Nao ha "resposta certa" e "resposta errada" numa consulta psicologica, saibam disso.



...o Mal e o Feio

Eh que dependerah do beit din decidir o que fazer com o candidato: aconselhar tratamento psicologico prolongado a fim de se converter depois ou simplesmente eliminar o candidato, colocando seu processo no fundo da gaveta do esquecimento?


Eh para se pensar. Certamente, um beit din composto por Rabinos que se importem com o proximo escolherah a primeira opcao.


Agora o ponto mais critico de testes escritos eh que qualquer um pode comprar tais testes online, ou livros sobre testes, ou ateh mesmo comprar os testes e resultados, memorizar, e ai tal pessoa vai parecer um Einstein pra qqr beit din. Bom... eu jah vejo brazukas ateh aprendendo ingles pra comprar os melhores testes online. Brasileiros... se usassemos toda a nossa criatividade e talento a servico do bem, mudariamos o mundo.




Disturbios Mentais e Judaismo

Eu vou dizer pra vcs, anti-semitismo eh um choque na vida do judeu por opcao.


A gente ouve falar... ve videozinhos no Facebook... le noticias... ateh ve uma ou outra entrevista na internet... tvz podemos ir ateh a uma palestra de 2h e tals... mas NADA prepara o convertido para o que vem depois.


Em um dia, somos expectadores do anti-semitismo. No outro, somos perseguidos por ele, diariamente, para todo o sempre.


Eh realmente uma grande mudanca. Ateh eu, que me sentia a "brucutu master, nada me abala pq eu venho da quebrada, jah vi de tudo" fiquei chocada. Nao adianta se jah vimos ou ouvimos de tudo, porque qdo nos convertermos ao Judaismo nos nao vemos, nos VIVEMOS dentro da realidade de anti-semitismo. Eh como vislumbrar videos de ondas gigantes pelo Youtube e depois andar na praia e ser literalmente engolido por uma onda gigante. Ha uma enorme diferenca entre as duas situacoes. Assim eh o anti-semitismo na vida de um convertido.


E como eh o anti-semitismo na vida do judeu de nascimento? Ah... o anti-semitismo eh vivido, falado, compartilhado na vida do judeu de nascimento desde o momento que ele nasce, atraves de experiencias proprias, dos pais, tios, avos, primos, coleguinhas do jardim de infancia judaico, da escola judaica, professores. Judeus de nascimento aprenderam a viver sob o manto do anti-semitismo... com convertidos eh diferente.


Eh diferente pq eh um choque, nos nao temos traumas de Holocausto, entende? Nao ha parentes nossos atacados por anti-semitas... e por ai vai. Convertidos ao Judaismo um dia acordam e do nada, sem preparo algum, jah comecam a viver dentro de uma realidade de medo/revolta que judeus de nascimento jah viviam ha milhares de anos.


E o pior: nao ha descanso. Nao ha folga. Nao ha "dia off", no estilo "ah, cansei gente... muito stress... vou tirar uns 15 dias de ferias de anti-semitismo e depois eu volto". Nao... nao ha essa opcao.


As surpresas do anti-semitismo podem se apresentar em nossa vida a qualquer momento... num taxi, dentro do onibus, na rua, dentro ou fora de uma loja... nao ha local e nem hora.


Agora eu imagino uma pessoa que sofre de ansiedade profunda... como uma pessoa assim reage quando ela se ver DENTRO das estatisticas de vitimas de anti-semitismo?


O que acontece quando uma pessoa que se sente perseguida o tempo todo, comeca realmente a ser perseguida?


E por ai vai... disturbios mentais nao tratados trazem graves consequencias a suas vitimas a LONGO PRAZO.


Isso acontece para muitos que nascem judeus tbm, como jah falei no meu post sobre doenca mental e suicidio dentro da comunidade judaica.




DOENCA MENTAL NO BRASIL

No Brasil, disturbios mentais sao ainda tidos como um grande tabu. Ninguem fala... e quem se atreve a admitir que sofre de um nivel de disturbio mental sofre preconceito. Se uma pessoa admitir publicamente que toma remedios psiquiatricos, ela pode se tornar passivel de ataques.


A causa principal deste preconceito eh a ignorancia sobre este tema visto em nosso pais, somada a falta de interesse da populacao geral. O brasileiro eh especialista em negar a realidade (sim... esse eh o nosso maior pecado brazuka...) e se achar superior a todas as formas de vida do Universo. Entao... quando uma pessoa admite a realidade, de que ela tem um nivel de disturbio mental e que ela precisa de ajuda e que ela aceita ajuda, seja atraves de consultas com um psicologo ou atraves de remedios psiquiatricos... well... estah simplesmente na cultura brasileira discriminar tal pessoa, pois ela admitiu uma realidade, e nos, brasileiros, detestamos a realidade, certo?


Eu nao sei na Europa, mas na Am do Norte disturbios mentais nao sao um tabu. Aqui na no Canada, principalmente, eh um tema que estah sempre a tona e eh tratado com muita maturidade. Em 2012 foi constatado que 1 em 10 canadenses sofrem, por periodos curtos ou longos, de pelo menos uma dos 5 principais disturbios mentais: depressao, disordem bipolar, ansiedade generalizada, abuso de alcool, dependencia de drogas.


E ISSO FOI EM 2012!!!! HOJE EM DIA A COISA PIOROU: 56% dos milenials (pessoas entre18 a 33 anos) canadenses sao classificados como "high risk" (em alto risco) em desenvolver disturbios mentais, o que explica o aumento da taxa de suicidio de jovens canadenses (https://globalnews.ca/news/3417600/why-more-canadian-millennials-than-ever-are-at-high-risk-of-mental-health-issues/).




AVALIACAO PSICOLOGICA E O BEIT DIN

Eu amo psicologia. Amo ler a a respeito. Os caminhos de aperfeicoamento pessoal, cura de certos traumas, etc etc etc... muitas solucoes podem ser encontradas com um bom profissional da mente.


Ao visitar certas comunidades de Facebook (eu sou como um virus, estou em todo lugar, colegas) e ver o teor dos comentarios de muitos dos que dizem querer se converter ao Judaismo me faz realmente pensar que no dia que o VAAD de SP reconhecer que nao eh mais viavel negar a realidade, pois nem todo o dinheiro dos judeus sirios brasileiros que se opoem a conversao e que mantem este estupido Edito como se fosse uma regra de feh e pratica, conseguirao proteger a comunidade judaica brasileira da islamizacao e aumento do anti-semitismo, assim como nao conseguirao interromper o crescimento do interesse ao Judaismo brasileiro, entao... qdo o VAAD reconhecer que deve encarar a realidade atual e abrir seu primeiro curso de conversao oficial em Sao Paulo, eu recomendo, devido a tudo o que vejo no Facebook... que eles exijam sim uma consulta a um psicologo de todos os candidatos, assim como um atestado de antecedentes criminais.


Eu falo de Facebook e SEI que isso causa muitas risadas em judeus que leem meu blog, principalmente os mais velhos. Revejam seus conceitos. Se os posts de Facebook de carater duvidoso de certos individuos fossem levados mais a serio, muitos crimes seriam evitados.


Eu sou uma pessoa moderada e mente aberta, porem... percebo que certos comentarios feitos por alguns individuos que falam em conversao ao Judaismo em comunidades AMERICANAS e brasileiras sao frutos de uma mente perturbada que precisa de aconselhamento de um profissional.


Quanto ao atestado de antecedentes criminais... uma vez me vi, pois tenho uma pagina de Facebook para meu blog, frente a uma situacao preocupante: um certo individuo me perguntou se que se ele tivesse cometido crimes, se os mesmos "desaparecem" quando ele se converte ao Judaismo, pq ele ouviu dizer que qdo a pessa se converte, eh como se ela tivesse iniciado uma nova vida... etc, etc, etc.


Eu nao sei o que essa pessoa pode ter cometido contra a sociedade, mas sei que ela buscava uma redencao facil ao se converter a uma religiao. Expliquei-lhe que nao eh assim que funciona, que se alguem cometeu algum crime, deve se entregar a policia e cumprir sua pena. Apos cumprimento da pena, caso a pessoa tenha se regenerado e ainda tenha interesse em adentrar uma religiao, ela tem liberdade para estudar sobre esta religiao.



Aspectos LEGAIS

Como falei no inicio do post, muitas empresas tambem administram testes psicologicos em seus candidatos. O resultado destes testes sao mantidos em sigilo e jamais, em nenhuma hipotese, tais resultados podem ser usados para manipular o destino do candidato ou causar-lhe constrangimento futuro.


Um beit din que adota testes psicologicos como um procedimento padrao, deve se comportar exatamente como estas empresas.


O que advogados americanos aconselham eh que o beit din que adote o teste, faca um documento padrao, informando ao candidato o nome dos rabinos ao qual este teste serah mostrado. Na minha opiniao, o resultado deveria ser mostrado SOMENTE ao Av Beit Din.



Pessoas com Disturbios Mentais Podem se Converter ao Judaismo?

Contanto que a pessoa esteja 100% ciente de sua propria personalidade, de suas limitacoes, dificuldades em lidar com certas situacoes e que procure ajudar a si mesma constantemente, com a ajuda de de terapistas, entao a resposta eh SIM.


Antigamente, quando o mundo era "menor e mais simples", umas boas conversas entre um Rabino que tem vocação para ser um lider espiritual e um candidato a conversao eram o suficiente nao soh para saber sobre o estado mental do candidato, mas para AJUDA-LO.


Mas hoje em dia... com o advento dos meios de comunicacao, a popularidade do Judaismo atraves de celebridades, somado a Rabinos que nao possuem vocação nenhuma e que apenas escolheram essa PROFISSAO porque era mais facil do que arrumar qualquer outro emprego e que insistem em serem servidos e tratados como reis em vez de servir a comunidade e tratar a todos como reis como os Grandes Rabinos e Mestres Hassidicos faziam no passado (alguns ateh hoje) o mundo judaico seria bem diferente.


Ha muitos Rabinos por vocação hoje em dia, galera, nao se desesperem. Eh que eu gosto de jogar a real pra acabar com essa ilusao que se criou no imaginario brasileiro sobre a imagem de rabinos como seres divinos e que jamais podem ser questionados. Podem.


Entao... na nossa realidade de seculo 21, com centenas de pessoas querendo se candidatar a cursos de conversao ao Judaismo e rabinos que nao possuem o tempo ou a vocação para lidar com este fenomeno, eu acho sim muito valida uma avaliacao psicologica, assim como a necessidade de um atestado de antecedentes criminais para cada candidato.



Conversao ao Judaismo - Pontos Para Pensar:


- como voce reage com pressao social?


- qual eh o seu limite para lidar com pressao social, seja ela online ou na vida real?

- vc tem DOC? que tipo de ajuda voce busca para trata-la?


- voce jah foi vitima de violencia (domestica, na escola etc)? como lidou ou lida com isso?


- busca religiosa ou valcula de escape?


- como vc lida com a raiva e frustracoes em FAMILIA?


Sim, enquanto a abertura de um curso de conversao oficial estah fora de questao na mente das autoridades brasileiras, eu jah ensino como fazer um contrato de avaliacao psicologica entre beit din e candidato hahahahahah


Enquanto vcs estao em 2017, eu jah estou vivendo em 2385.


Kol tuv do futuro,



Esther


Posts Destacados
Procure por Tags

© 2015 por Vida Pratica.