Judeus Comemoram o Ano Novo?


31 de Dezembro está chegando e muitos judeus brasileiros, assim como não-judeus que gostam de estudar cultura judaica náo sabem exatamente o que fazer ou como se sentir quanto a chegada do ano novo gregoriano. Este post não possui nenhuma das restrições da covid-19, porque eu o escrevi originalmente em 2016.



Então, Judeus Comemoram o Ano Novo ou Não?????

Há VÁRIAS RESPOSTAS para esta questão:



1. A RESPOSTA OFICIAL

A resposta oficial da ortodoxia como um TODO é: o ano novo judaico é Rosh Hashana, então não fazemos nada no dia 31 de Dezembro. Assim como no dia 24 de dezembro, ficamos em casa lendo e repetindo para nós mesmos que aquele eh só mais um dia comum entre tantos outros. Judeus que seguem a resposta oficial, ficam em casa lendo e vão dormir cedo. O dia 31 de Dezembro é visto como dia 31 de qualquer outro mês.


Netflix ou não-Netflix, eis a questão... Se o judeu for de um grupo judaico que permite uso de computadores para ver filmes... então... pq não assistir alguma coisa, já que no dia seguinte será dia de folga no trabalho?





2. A RESPOSTA MEIO-OFICIAL

Well... comemorar dentro de uma grande festa é uma coisa, ver a virada do ano na TV é outra... então... há judeus que não fazem absolutamente NADA de especial, porém... gostam de assistir em suas casas os noticiários sobre o que está acontecendo na noite do dia 31 de Dezembro ao redor do mundo e comentar os fatos com a familia que está por perto. Eu diria que na América do Norte, a maioria ou todos os judeus ortodoxos que possuem televisão ou computador em casa assistem um pouco do show da virada da Times Square, em NY. Eu assistia com minha sogra, na verdade.





3. A RESPOSTA NÃO-OFICIAL

No geral, Judeus NÃO caem na gandaia, porám... de uma forma mais modesta, sem tantos luxos e levando em consideracao que o dia 31 de Dezembro não tem nenhuma conotação religiosa, muitos se reunem na casa uns dos outros e bebem sua champagne, comem um prato especial e assistem shows de TV que comemoram o Ano Novo (como a famosa Times Square Ball, em Nova York).


No geral, judeus que agem assim não pensam no "feriado gregoriano-baseado-no-calendário-cristão"... eles pegam leve e encaram a data como um dia de pensar em fazer um futuro melhor. Tipo... vcs lembram do meu post de judeus ortodoxos dando doce em Halloween? Então... a linha de pensamento é a mesma.




4. NA TERRA DO KIRUV E SHIDUCH VALE (QUASE) TUDO!!!!!!!!!!!!!!

Kiruv: quando ortodoxos promovem práticas religiosas entre não-ortodoxos.


Então... todos sabemos que muitos jovens judeus não-ortodoxos irão comemorar o Reveillon em locais não-casher... conhecerão jovens não-judeus para fins de relacionamento... e sabe-se lá o que mais...


Tendo esta preocupação em mente, algumas organizações judaicas promovem festas de Ano Novo para jovens judeus, como se fosse uma balada mesmo... e tudo com a finalidade de que ao menos estes jovens possam celebrar comendo comida casher e conhecendo outros jovens judeus e quem sabe até um casamento possa surgir?


Na verdade uma grande amiga minha conheceu o bashert (destinado, digamos assim) dela numa festa de Ano Novo promovida pelo Chabad de Bruxelas. Os dois se casaram em 2018.


Deixo aqui algumas fotos deste tipo de eventos:





Em 31 de Dezembro de 2016, foi acesa a ultima ultima vela de Chanukah daquele ano... então... isso fez com que váááárias festas de Ano Novo surgissem até em salões de festas de sinagogas que oficialmente não dão a mínima para esse feriado.


Tudo pelo KIRUV! E para promover SHIDUCH!


Se ortodoxos aparecem nessas festas estilo balada? Não. Não vamos porque elas são direcionadas a JOVENS JUDEUS SOLTEIROS E NÃO-RELIGIOSOS, tipo... os judeus que vão em restaurante chinês treif (não casher) na noite de Natal. Entãããão.... sabendo que estes jovens não-religiosos vão sair pra curtir a balada de qualquer jeito, pq não fazer uma balada onde pelo menos eles comerao casher e ficarão protegidos de qqr ameaça anti-semita etc, etc, etc?


No geral, jovens ortodoxos não vão nessas festas baladas de kiruv, mas se algum aparece, é um caso ISOLADO e provavelmente foi ele(a) foi escondido dos pais huauahuauauaua






E O QUE ACONTECE COM JOVENS JUDEUS SOLTEIROS E ORTODOXOS?

Eles se enquadram nas 3 primeiras respostas deste post. Ficam em casa ou assistem shows de ano novo pelo computador ou tv ou vão comemorar discretamente na casa de algum parente ou amigo.






E QUANTO A ORTODOXOS COROAS E CASADOS COM FILHOS, O QUE FAZEM?

Também se enquadram nas 3 primeiras respostas acima. Eu e maridex ficamos em casa e raramente, quando o sono deixa, vemos a Times Square Ball pelo computador.





O ASPECTO CULTURAL


Países Frios

O clima do país e o comportamento geral da população altera como judeus encaram o Ano Novo. Para mim, por exemplo, debaixo dum frio de lascar de -20C, eu lá quero saber de sair da minha casa pra passar a madrugada na rua, ainda sob o risco de ter que dirigir sobre a neve escorregadia? De jeito nenhum.


Aqui no Canadá, não há nem sinal de Ano Novo nas ruas como há no Brasil. Esqueçam. Frio demais. Só no centro da cidade, é que há algumas apresentaçõees musicais pros corajosos que vão lá se congelar na rua... rapaz... ir dormir cedo no Ano Novo é facílimo aqui. Nao tem fogos de artifício nas ruas... nada... todas as festas (com exceção dessa no centro da cidade) são em locais fechados. Na rua, nem bêbados encontramos, pq se alguém beber demais e for vagar sozinho nas ruas, corre o risco de literalmente morrer congelado. Então... até pra beber, aqui no Canadá e em países onde o inverno é severo, o meliante que vai beber até cair tem obrigatoriamente que estar dentro de um local fechado e com amigos por perto, que estejam sóbrios, pra vigiar se ele não vai escapar pra rua.





Países De Temperatura Mais Viável...

Nos EUA e Europa o inverno é mais ameno, então há comemorações nas ruas... e assim... judeus OUVEM e VÊEM de suas janelas as comemorações... e isso irá tentar a alguns a fazer no mínimo uma reunião entre amigos. Mas sem exageros.





Países Quentes

Ai é o inferno na terra. Não há outra maneira de descrever. Ou vai ou racha. No Brasil até marcianos conseguem ouvir lá de Marte a zuera das ruas. O que fazer então?


Voltemos as 3 respostas lá em cima: não celebrar de forma alguma, ver o show da virada na TV ou fazer uma reuniãozinha entre amigos, coisa simples e muito modesta.





E EM ISRAEL?

Em Israel, o dia 1 de Janeiro NÃO É FERIADO.


Isso já mata uns 90% da vontade de qualquer um em querer festejar Ano Novo.

Devido ao fato que não é feriado, muitos chamam o Ano Novo de SYLVESTER, que é o nome de um Papa do passado que era super anti-semita, o que traz a mente todos massacres que foram feitos contra judeus na noite do dia 31...e isso joga na nossa cara o lado negro do Ano Novo. Pois assim como na noite no dia 24 de dezembro, na noite do dia 31, muitos cristãos (bêbados ou não) saiam a atacar judeus. O mesmo ocorria na noite de 31 de outubro também, onde hoje se comemora halloween. Em 1905, mais de 400 judeus foram cruelmente mortos em Odessa, na Rússia, em 31 de outubro.


Agora... como a maioria dos judeus em Israel NÃO são religiosos, então...há trocentas festas acontecendo em salões de festas, danceterias e hotéis. Ano Novo traz dinheiro aos comerciantes, então... quem tem seu comércio voltado ao turismo, promove festas para os turistas... e para algum israelense que queira festejar.




PODE DIZER 'FELIZ ANO NOVO'?

Já que hoje em dia o aspecto pagão e anti-semita do dia 1 de Janeiro desapareceu, judeus ortodoxos não fazem questão de desejar 'Feliz Ano Novo', mas se algum o fizer, ninguém vai ligar.


O cumprimento judaico para o início do ano é 'Shanah Tovah' (Um Bom Ano)... e há muitos judeus que simplesmente dizem isso em seus idiomas locais, 'Tenha um bom ano fulado', 'Tenha um bom ano sicrano'... pelo menos assim além de dar um "toque judaico" ao cumprimento, cria-se em nossa mente reflexões entre as palavras 'feliz' e 'bom'... divirta-se pensando sobre a diferença e significado destas duas palavras.





O QUE EU FAÇO NO ANO NOVO?

Aqui no Canadá, eu vou dormir.


No ano que saiu Sharknado no Netflix eu esperei pra assistir na noite de Ano Novo huahauauauau Sharknado mito. Meu marido não entende deste tipo de arte de alto nível, então ele não aguentou 2 minutos do filme, fez a típica cara de "are you kidding me?" e foi dormir. Ele jamais entenderá a profundidade desta pérola da Sétima Arte huahauahauauahua


A famélia dele não celebra Ano Novo, nossos amigos próximos também não, mas mesmo que celebrassem, nos dois não teríamos interesse em festejar.


Agora... se eu morasse no Brasil... o que eu faria?


Deixa eu pensar...


No Natal não há negociação. Sou radical. Não ligo pra minha família e se morasse no Brasil eu jamais, em hipótese alguma apareceria na casa de meus pais ou qqr outro parente na véspera, dia e semana que se sucede ao Natal. Nisso eu não negocio porque eu conheço minha família e sei exatamente onde as conversas deles iriam chegar... Minha família sabe disso e me respeita. Famílias de gerim só respeitam o ger que se respeita. Eu me respeito. Então minha família nem sonha com a possibilidade de ouvir minha voz no Natal. Eu só ligo lá em casa no dia 1 de Janeiro porque é aniversário do meu irmão. Mas se nao fosse assim, soh ligaria no dia 2.


Então... se eu morasse no Brasil, no dia 1 com certeza eu iria visitar meu irmão e trazer-lhe um presente... e traria meu próprio bolo e passaria a tarde com a família.


Agora na noite do dia 31, com todo barulho das ruas... eu acho que ficaria da janela olhando o povo passar até 1, 2 da manhã. Eu me conheço, sei que eu ficaria acordada porque dependendo do bairro, devido aos fogos de artifício, música etc é impossível fingir que não tem nada acontecendo lá fora... então eu ficaria vendo o movimento da janela.


A única casa que eu pensaria em visitar no dia 31 é a dos meus pais. Provavelmente sentaria no sofá da sala com eles e veríamos TV.




Tenham todos um bom ano de 2021,






Esther









Posts Destacados