O Que Eh uma Rebbetzin????


Como uma mulher pode se tornar uma Rebbetzin? Eh uma profissao? Ha um curso especifico? Ela pode ser uma Rebbetzin se o marido nao eh Rabino? A esposa de cada rabino é automaticamente um Rebbetzin? Qual a diferenca entre Rebbetzin e Rabanit? Elas ganham salario? Possuem direitos trabalhistas? O que elas fazem durante o dia?


Essas sao algumas perguntas que eu peguei online, vindas de varias pessoas que se perguntam o que significam os titulos de rebbetzin e rabanit.


Da Wikipedia americana: 'rebbetzin (yiddish: רביצין) ou rabbanit (hebraico: רַבָּנִית) é o título usado para a esposa de um rabino, tipicamente dos grupos ortodoxos. A palavra yidish 'rebbetzin' tem uma etimologia trilíngue: hebraico rebbə "mestre", mais o sufixo feminino eslavo -itsa e o sufixo feminino alemão -in.'


Em resumo: rebbetzin (para ashkazitas) e rabanit (para sefaraditas) sao titulos que damos a esposas de rabinos. Nao ha curso. Nao ha contrato. Nao eh uma profissao. Nao ha cerimonia ou ritual, apenas basta um rabino se casar e automaticamente chamamos a esposa dele de rebbetzin ou rabanit, devido ao respeito que nutrimos por ela e principalmente, porque ela se se faz merecer deste respeito.


A partir de agora, vou falar soh 'rebbetzin' (pra evitar a fadiga) e repito que meu blog eh voltado a vida judaica ORTODOXA, assim como repito que isso aqui eh um BLOG e nao uma tese de mestrado e muito menos um site de ensino religioso... nao... eu escolhi fazer um blog que propositalmente eh escrito de forma informal e algumas vezes, comica.


Entao vamos lah:


O fato de uma judia se casar com um rabino NAO faz desta mulher uma autoridade halachica dentro do Judaismo. Rebbetzins nao podem tomar decisoes halachicas e nao podem ensinar coisas que seus maridos discordam, ela e o rabino trabalham idealmente como uma unica entidade, onde um complementa a missao do outro.


Assim como qualquer judia, uma rebbetzin tem que pedir ao seu marido opinoes halachicas quando ela tiver duvida, assim como deve representar os valores dele.


Nao ha obrigacao NENHUMA em chamar a esposa de um rabino de rebbetzin. Chamamos por respeito e soh quando ela nos permite que a chamemos assim.


Hoje em dia, seculo 21, muitas rebbetzins da 'nova geracao' nao querem ser chamadas pelo titulo, dizem que 'envelhece', que eh coisa de 'sra idosa' e tals...ai qdo falamos "Rebbetzin Stein, a senhora viu que..." ela jah nos corta com um super sorriso no rosto e diz "Me chama de Sarah"... ai fica a nosso criterio o que fazer.


Pessoalmente, a um primeiro momento eu chamo qqr esposa de rabino ortodoxo de rebbetzin. Porem, se ela me pedir para chama-la pelo primeiro nome, eu a JULGO pela idade (hahahaha) se ela eh mais nova que eu, eu obedeco e a chamo pelo nome... se ela eh mais velha, nem que for 1 ano, esquece... irei chama-la de rebbetzin quer ela queira, quer nao.


As vezes isso me traz algumas situacoes inusitadas... tipo... tem sras mais velhas que eu que ha anos insistem "me chame pelo meu primeiro nome", mas eu nao consigo... bom... as vezes qdo eu vejo TOOOOOOOOOOOOODO mundo a chamando pelo primeiro nome... me dah um noh na garganta a pricipio, mas eu acabo chamando... fazer o que? Eu vou com a multidao. Um caso assim, eh o da Rebbetzin Sima Paris, do movimento Lubavitcher aqui de Montreal...ela eu SUPER popular, todo mundo conhece por causa da iniciativa dela e esposo, Rabino Paris, de manterem a Friendship Circle, que eh uma organizacao/escola para criancas com necessidades especiais. Qdo a conheci, obviamente falei "Hi Rebbetzin Paris, my name is..." e ela me cortou, "No, call me Sima! Please!".... eu resisti por um tempo, mas eh impossivel pq a cidade inteira a chama de Sima...entao... fazer o que? A chamo de Sima.


Ha tres rebbetzins Lubavitchers no meu bairro... e as 3 insistem para eu chama-las pelo primeiro nome, some a isso a rebbeztin da sinagoga ortodoxa moderna e a da sefaradita que tbm pedem a mesma coisa... uau... duas delas sao mais jovens que eu, entao eh facil, as chamo pelo primeiro nome sem problema. Mas as outras nao sao... entao a chamo de "Mrs.", "my angel" e "my friend" soh pra nao chama-las pelo primeiro nome hhahahahahah Cara... pra mim eh dificil. Sei lah... simplesmente tenho um bloqueio. Mas saibam que nao eh soh elas... muuuuuuitas rebbetzins das mais varias faixas etarias estao pedindo isso. Mas pra mim nao adianta... eu sou old school nessa area.




DOIS TIPOS DE REBBETZINS

Ha dois tipos de rebbetzins, as que ESCOLHEM e as que SE TORNAM.


Como falei acima, nao eh uma profissao, eh algo tipo automatico: se casou com um rabino, "vira" rebbetzin, SHAZAN!


Mas ha judias que ESCOLHEM ser rebbetzins e dedicam suas vidas a fazer "coisas de rebbetzins".


E ha as judias que se casam com rabinos e SE TORNAM, mas nao possuem interesse em se dedicar a uma vida de sacrificios pela comunidade, lidando com problemas alheios 24h do dia, praticamente...entao elas seguem com suas vidas, sempre dedicadas a mitzvot, sem tomar a posicao de lideres... elas preferem ser somente esposas de rabinos e nao vice-lideres da comunidade.


Vou dar um exemplo... eu e maridex. Meu marido NAO eh rabino e nunca teve vontade de ser. Mas vamos supor que hoje ele chegue em casa e diga "Andei pensando... acho que vou estudar pra pegar uma semicha...serei um rabino!"... o que acontece comigo????


Pois eh meninos e meninas, no dia que maridex pegar sua semicha (um "diploma" de rabino, mais ou menos) eu viro REBBETZIN GOLDBERGER! Yey! Huahauahauauauauau


E ai, terei duas opcoes: ESCOLHER ser uma rebbetzin e dedicar toda a minha vida a fazer "coisas de rebbetzins" ou ME TORNAR uma rebbetzin (pelo simples fato que meu marido ganhou semicha) e continuar minha vida da forma que vivo hoje, ou seja, normal.


Como eu me conheco e jamais nego quem sou, eu sei que ME TORNARIA rebbetzin, mas jamais ESCOLHERIA ser uma. Seria uma esposa de rabino que se dah o respeito, obviamente, mas nunca assumiria uma posicao de lideranca na comunidade porque vou te contar... eh muuuuita dor de cabeca ter que lidar com pessoas, gratuitamente, o tempo todo... eu vejo o que algumas rebbetzins passam... tem que ter MUITO AMOR, compromisso e uma mentalidade capaz de lidar com mesiras nefesh (lidar com situacoes que exigem que sacrifiquemos nosso ego) o tempo todo. Eu nao tenho esse dom. Sou paciente e tals, mas se abusar, o sangue ferve e ai danou-se tudo huahauauauau





PODERES ESPECIAIS

Nao, rebbetzins nao possuem poderes especiais. No entanto, uma rebbetzin que ESCOLHE dedicar a vida a "coisas de rebbetzins", ou seja, ESCOLHE SEGUIR UM MODO DE VIDA DEDICADO A TORAH E MITZVOT EM UM NIVEL INTEGRAL E HARDCORE, terah obviamente, uma dedicacao muito maior a rezas e estudos do que judias 'comuns'. Fora isso, ela ouvirah palavras da Torah o tempo todo de seu marido, filhos, alunos, rabinos que visitam o marido dela etc. Desta maneira, rebbetzins assim estao muuuuuuuuuuuuuuuito mais conectadas ao mundo espiritual do que a maioria de nos, reles mortais, e por isso as brachot (bencaos) e tefilot (rezas) que elas fazem sao consideradas muito, muito especiais.




COISAS DE REBBETZINS

Algumas das atividades que consideramos "coisas de rebbetzins" sao:


- rezar, rezar, rezar

- dizer Tehilim, dizer Tehilim, dizer Tehilim

- shiurim (palestras/aulas)

- trabalhar para desenvolvimento espiritual da comunidade, focando nas mulheres

- cozinhar... sim... rebbetzins cozinham o tempo todo e pra muuuuuuuuita gente

- ser um ouvido amigo para todas as mulheres da comunidade

- ser de extrema confianca, tipo... 100% total de confianca

- organizar eventos

- educar a comunidade em varios aspectos da vida judaica... tipo... de como casherizar a cozinha para Pessach ateh mesmo discutir saude genetica com novos casais (infelizmente alguns casais ashkenazitas sao considerados geneticamente "bad matches", e aconselhar sobre testes geneticos eh um dever. 1 em cada 3 ashkenazitas sao portadores de pelo menos 1 das 19 doencas geneticas mais comuns em judeus do leste europeu)




SALARIO

O salario de uma rebbetzin eh: a satisfacao de ajudar klal Israel (o povo judeu). Soh isso. Well... ha as dores de cabeca, cabelos brancos precoces, rugas huahauahauaua que sao sintomas dos ocios do oficio, digamos assim huahauaua Mas como disse anteriormente, ser rebbetzin nao eh uma profissao. Porem, se a rebbetzin tiver sua profissao, ela poderah exerce-la e ganhar seu proprio salario com ela. Nenhuma judia precisa parar de trabalhar para se dedicar a vida de "coisas de rebbetzins". Quando um rabino se casa, a esposa tem total autoridade para decidir como seguir com a vida dela. Se ela quiser se dedicar a uma profissao, otimo. Se quiser se dedicar a comunidade, otimo. Se quiser ficar na dela, vivendo sua vida de forma calma e dedicada somente a sua familia, otimo. Cada mulher escolhe como levar sua propria vida.




INSPIRAR

Inspirar eh preciso. No sentido de necessidade e no sentido racional. Uma rebbetzin que ESCOLHE ser rebbetzin se torna obrigatoriamente uma fonte de inspiracao. Nao ha escolha. Se a judia escolhe a vida de "coisas de rebbetzins", ela se torna automaticamente a fonte de inspiracao da comunidade que lidera.


Nao somente fonte de inspiracao, mas o destaque, o ideal de como queremos ser, um destino... eh olhar pra uma rebbetzin dedicada e pensar "Uau... um dia quero ser assim"


Isso as torna um pouco solitarias... pois lideres religiosos nao podem reclamar da vida com a mesma frequencia que nos, reles mortais, reclamamos. E nao podem pisar na bola, se nao perdem a credibilidade de pessoas serias. Se eu, uma mulher comum, quiser contar minhas mazelas em VOZ ALTA, com risos, tapas no ombro, choro etc a uma amiga que encontrei no supermercado, quem vai ligar? Ninguem.


Uma rebbeztin nao pode fazer isso. Se ela tem um problema, ela nao irah comunica-lo de forma frivola a "galera que encontramos no mercado", como a gente faz... ela irah falar de seus problemas de forma muito reservada (as vezes ela nem fala!) a um numero pequenissimo de pessoas (as vezes soh o marido, um medico e a familia).


Obs: Eu falo da "galera do mercado" pq em bairros judaicos, geralmente o mulherio vai ao supermercado numa mesma rotina de dia e horario, por causa do dos preparativos de Shabat.




TRADEMARKS (CARACTERISTICAS ESPECIAIS)

As vezes, algumas rebbetzins desenvolvem uma certa "marca registrada" a sua imagem, assim soh de olhar, jah sabemos de quem se trata.


Por exemplo... Yemima Mizrachi (ela NAO tem nada a ver com Yosef Mirahi, nao eh parente, nem esposa, nem nada, o sobrenome eh apenas coincidencia) usa chapeu o tempo todo. Se tornou uma marca registrada dela: o chapeu.


A Belzer Rebbetzin (rebbetzin esposa Belz Rebbe) usa um adorno para cobrir os cabelos que eh super grande... ela sempre usa esse adorno. Se tornou parte da imagem dela.


Rebbetzin Lori Palatinik tem um jeito super moderno e RAPIDO de falar e isso se tornou a marca registrada dela.


E por ai vai. Elas nao fazem isso pra fins de marketing, mas porque estas caracteristicas, essas preferencias no modo de vestir e/ou falar sao partes da personalidade de cada uma. Afinal de contas, somos mulheres, gostamos de INDIVIDUALIDADE.




QUEM SAO AS REBBETZINS DA FOTO MONTAGEM DESTE POST?

Sao mulheres muito especiais para mim, minhas fontes de inspiracao.


Da esquerda pra direita:


Rebbetzin Holly Pavlov, que me aceitou em seu seminario e que teve tanta influencia sobre meu desenvolvimento que as vezes eu acho que me tornei uma "mini me" dela hahaha


Rebbetzin Esther Jungreis, zt"l, cujas palavras inspiradoras e cheias de conviccao movem montanhas ateh hoje



Rebbetzin Tziporah Heller, criadora e coluna da maior midrasha do mundo, Neve Yaakov, cuja doce personalidade e suavidade nas palavras possuem mais poder do que qualquer tanque de guerra



Rebbetzin Lori Palatnik, uma comunicadora excelente que transmite Judaismo de uma forma bem moderna e descontraida



Rabanit Yemima Mizrahi, sinonimo de inspiracao



Rebbetzin Batsheva Kaniesky, zt"l... o legado dela em unir judias de TODOS os backgrounds, de forma ultra respeitosa, atraves do amor, brachot, inumeros atos de caridade e estudo da Torah vive e continua a influenciar a vida de muitos (A organizacao Ner Echad foi criada em sua memoria)



Rabanit Yehudit Yosef a quem nao entendo, pois ela soh fala em Hebraico, mas a quem muito respeito eh dado na comunidade sefaradita



Rebbetzin Rachel Fraenkel... uma professora... uma palestrante... uma mae que perdeu seu filho de uma forma terrivel e que usa as licoes que a vida lhe trouxe desde entao para inspirar a dadiva da VIDA. Ela eh uma das professoras do seminario (midrasha) Nishmat.



Rebbetzin Riva Sperling... minha primeira professora de Torah. Eu nao sei se ela se lembra de mim, a unica coisa que sei eh que as aulas dela abriram portas de entendimento as quais eu nunca tinha imaginado e que guardo comigo ateh hoje. De uma personalidade extremamente paciente e doce, Rebbetzin Sperling eh um exemplo de como professores devem tratar seus alunos.



Rebbetzin Malka Kaganoff... uau... gracas a ela estou aqui hoje. Rebbetzin Kaganoff foi minha sponsor durante meu processo de conversao. Mantemos contato ateh hoje, ano passado nos encontramos e bzH esse ano nos encontraremos novamente. O marido dela eh um genio em halacha. Nao estou exagerando, ele eh um genio mesmo e vc pode conferir os escritos dele aqui: http://rabbikaganoff.com/



Bom, fico por aqui. Qqr duvida, vc sabe onde me encontrar: vpjudaica@gmail.com



Kol tuv,


Esther

Posts Destacados
Procure por Tags

© 2015 por Vida Pratica.